Francisco Soares Brandão reduz sua participação na FSB

Francisco Soares Brandão, o Chiquinho, sócio-fundador da FSB, anunciou que reduzirá sua participação na agência de 52% para 30% do capital ao longo dos próximos cinco anos. Além disso, a FSB passa de sete para nove sócios, com a admissão de Gabriela Wolthers, head de contas públicas no Rio de Janeiro e em Brasília, e de Marcelo Diego, que comanda um núcleo de contas privadas em São Paulo e foi CEO da antiga Máquina da Notícia. Os sócios Alexandre Loures, Renato Salles, Diego Ruiz, Magno Trindade e Flávio Castro aumentaram sua fatia na sociedade.

Ao Brazil Journal, Brandão declarou que “você tem que saber a hora de entrar no palco e a hora de sair. Quero sair pela porta da frente, devagarinho”. Segundo o site, ele vem deixando há algum tempo o dia a dia da operação, tocada pelo sócio-CEO Marcos Trindade e os outros sete sócios principais. A partir de 2025, a tendência é que Brandão diminua ainda mais sua participação na FSB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *