Carlos Frey de Alencar, o Carlão, deixa o Diário de S.Paulo

Carlos Frey de Alencar, de todos conhecido por Carlão, deixou nesta 3ª.feira (22/4), depois de quase um ano, o comando da Redação do Diário de S.Paulo e da rede de jornais Bom Dia, que circula no interior do Estado, posto que manteve quando o Grupo Traffic (leia-se J. Hawilla) vendeu os títulos à Cereja Comunicação, em setembro de 2013. Em princípio, suas funções passam a ser divididas pelos editores executivos Fabrício Barcelos e Alexandre Moreno. Carlão somava 17 anos na empresa, em duas passagens. Na primeira, que começou em 1992, quando o jornal ainda se chamava Diário Popular, ficou até 2005. Seguiu depois para cinco anos no Grupo Lance, como editor de Integração e das Rádio e TV Lance, de onde regressou ao Diário/Bom Dia em 2010. Em mensagem de despedida escreveu: “Saio com o senso do dever cumprido e gratificado por ter dado uma digna volta por cima. Foi acima de qualquer expectativa ter saído da empresa em 2005 como editor-executivo, voltado na mesma função em 2010 pelas mãos de Leão Serva – que me repatriou depois de cinco anos de trabalho no Lance, no Rio –, substituído o competente Nelson Nunes como editor-chefe em setembro de 2011, com o aval do mestre Eucimar Oliveira, e ser efetivado como diretor de Redação do Diário e da Rede Bom Dia há exato um ano. Foi uma honra. Deixo a empresa ciente de que ela caminha a passos largos rumo ao saneamento financeiro, com uma estrutura enxuta e um orçamento alinhado entre receita e despesa”.   Leia mais + Diário de S.Paulo muda de endereço após o Natal + Novo dono do Diário de S.Paulo quer relançar o Diário Popular + Diário de S.Paulo e Rede Bom Dia podem trocar de mãos