Alysson Muotri

Alysson Renato Muotri é um biólogo brasileiro, geneticista paulistano, nasceu em São Paulo, capital, mora na Califórnia, Estados Unidos, onde é professor da Faculdade de Medicina da University of California, Los Angeles, UCLA. Formado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com doutorado em Biologia Genética pela Universidade de São Paulo, fez pós-doutoramento em neurociências e células-tronco no Instituto Salk de pesquisas biológicas (EUA).

Como pesquisador do Instituto Salk para Estudos Biológicos, em La Jolla, San Diego, Califórnia, aborda temas da fronteira da genética e biologia, como o desenvolvimento dos neurônios e as células-tronco.

Destacou-se ao conseguir avançar nos estudos relativos a neurônios de portadores da Síndrome de Rett, um tipo grave de autismo. Os resultados obtidos abriram as portas para o estudo e desenvolvimento de uma droga eficiente contra essa complexa síndrome. O feito foi publicado na Revista Científica Cell.

Tem experiência na área de genética, com ênfase em genética humana e médica, atuando principalmente nos seguintes temas: reparo de DNA, vetores virais, câncer, terapia gênica e modulação gênica. Foi um dos primeiros pesquisadores brasileiros a cultivar células-tronco embrionárias.

O geneticista paulistano já publicou mais de vinte artigos nas mais respeitadas revistas científicas. Em 2000, recebeu a menção honrosa para trabalho científico da Sociedade Brasileira de Virologia.

Desde o início da sua vida acadêmica, Muotri tinha interesse em estudar neurociência. A leitura de artigos científicos o levou a conhecer as pesquisas realizadas no Instituto Salk, em especial a linha de atuação do Dr. Fred Gage, que une células-tronco com o desenvolvimento de novas redes neurais.

Em 2010, Muotri em conjunto com outros cientistas brasileiros conseguiram transformar neurônios de pacientes com a síndrome de Rett em neurônios saudáveis. No início de 2012, fez o mesmo com autismo clássico.

Alysson é membro do Conselho Científico A&R – Autismo e Realidade, sede em São Paulo/SP, entidade formada em 2010 por pais e profissionais que procuram dar respostas às muitas dúvidas sobre o autismo, eliminar preconceitos, despertar interesse e boa vontade da sociedade brasileira.

Escreve sobre genética e biologia no blog Espiral, postado no G1, desde 2006.

Lançou em fevereiro de 2014 com médico e empreendedor Dr. Adelson Alves o livro Simples Assim: Células-tronco, editado pela Atheneu.

Os autores Queríamos algo novo e dividiram o livro em duas partes, uma inicial fundamental (teórica) e outra mais aplicada, com informações especificas sobre o uso de células-tronco na clínica em diversas situações.

O resultado foi uma fórmula diferente de divulgação cientifica, que pudesse ser lida e compreendida por crianças e adultos leigos, mas que contivesse informação atualizada, com mais novas aplicações das células-tronco, a ponto de surpreender médicos e outros profissionais da área de saúde.

A obra foi ditada num iPhone para Rafael Garcia, repórter de ciências do jornal Folha de São Paulo, que cuidou da finalização e edição do texto, o que, de acordo com Alysson, “contribuiu para retirar o “inglesismo” e trabalhar na acessibilidade da linguagem”.

Surfista e iogue, costuma ter insights entre uma onda e outra.

 

Atualizado em fevereiro/2014 – Portal dos Jornalistas

http://lattes.cnpq.br/0444506570775886

http://www.revistaautismo.com.br/edic-o-1/entrevista-exclusiva-com-alysson-muotri-para-a-revista-autismo

http://g1.globo.com/platb/espiral/

 

 

1 comment

Get RSS Feed
  1. Pingback: Brasileiros que transformam também o mundo – Espaço Homem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *