27.4 C
Nova Iorque
sexta-feira, agosto 12, 2022

Buy now

Facebook recua e retira proibição de compartilhamento de links de notícias na Austrália

Facebook

Após semanas de tensão entre Google e Facebook, a empresa e o primeiro-ministro Scott Morrison chegaram a um acordo. Em negociação envolvendo diretamente Mark Zuckerberg, criador do Facebook, a gigante digital decidiu retornar com os links de notícias em suas plataformas. Em tentativa de transmitir um sentimento de paz, Morrison elogiou o envolvimento direto do fundador da empresa nas negociações.

Já o ministro do Tesouro, Josh Frydenberg, enfatizou as concessões feitas pela empresa: “O Facebook comprometeu-se a entrar em negociações de boa-fé com empresas australianas de mídia de notícias e buscar chegar a acordos para pagar pelo conteúdo, como desdobramento de negociações intensas comigo, com o primeiro-ministro e com o chefe do Tesouro. Concordamos em fazer alguns esclarecimentos ao código”.

Em entrevista ao Financial Times, John Kettle, sócio do escritório de advocacia australiano McCullough Robertson, disse que o acordo parecia ser um meio-termo para salvar a face da empresa. Mas entende que o governo havia afirmado sua autoridade e que o Facebook agora teria que fechar acordos com os fornecedores de notícias de maneira semelhante ao Google. 

Segundo Kettle, a década de 2010 foi marcada pela preocupação com privacidade e tecnologia. E a de 2020 será marcada pelo debate envolvendo competição e tecnologia. Os sinais confirmam a tese, com outros países correndo para seguir o caminho da Austrália.

Mais detalhes em MediaTalks by J&Cia.

Related Articles

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
22,043FãsCurtir
3,434SeguidoresSeguir
20,000InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese