Cade aprova venda da Abril

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), vinculado ao Ministério da Justiça, aprovou nessa terça-feira (8) a venda do Grupo Abril à Cavalry, pertencente ao empresário Fábio Carvalho. O negócio, pelo valor simbólico de R$ 100 mil, foi anunciado em dezembro passado.

A operação foi aprovada pela Superintendência-Geral do Cade e não precisará passar pelo plenário do órgão. A avaliação é que ela não causa prejuízos à concorrência, ao mercado no qual o Grupo Abril opera nem ao mercado no qual Carvalho atua. Segundo o Cade, a Abril opera na venda de revistas, livros e publicações, e o empresário, na prestação de serviços de apoio marítimo ao setor de óleo e gás, no comércio varejista de produtos de moda, e no mercado de utilidades para o lar, decoração, brinquedos e acessórios. (Com informações do G1)

Em recuperação judicial desde agosto 2018, a empresa está retornando àquele que foi o seu mais tradicional endereço, na marginal do rio Tietê, na Zona Norte de São Paulo. O edifício, próprio, começou a ser construído em 1964 para receber o parque gráfico da editora, e a partir de 1968 foi também sede administrativa e das redações das revistas, que lá permaneceram até 1997.

Segundo o Meio & Mensagem, as áreas administrativas do Grupo já se mudaram para o novo/antigo endereço e até fevereiro a empresa deve transferir redações e estúdios de marcas como Veja, Exame, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Capricho e MdeMulher. Nesse mesmo prazo, é esperado que credores e conselho administrativo cheguem num acordo sobre proposta de recuperação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *