A ministra Carmen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu em 30/3 uma decisão que determinava a retirada de texto de checagem de fatos do site da Folha de S.Paulo e a publicação de uma retratação por parte do jornal. O conteúdo tratava da verificação de um vídeo com falas do médico Drauzio Varella sobre a pandemia, postado nas redes do senador Marcos Do Val (Podemos-ES). A decisão havia sido proferida pelo juiz da 5ª Vara Cível de Vitória.

Na checagem, feita pelo Projeto Comprova e divulgada na Folha, o vídeo foi considerado enganoso por sugerir, em tom irônico, que o médico minimizou os impactos da crise sanitária. O vídeo não informa que Varella veio a público admitir ter subestimado a doença e esclarecer que tinha mudado de opinião.

No pedido original, o senador exigiu também uma retratação por parte da Folha, negada pela ministra do STF. A defesa do jornal alegou que a publicação de uma retratação se utiliza da previsão legal para o direito de resposta, mas não se tratam dos mesmos institutos, gerando uma confusão que não poderia ser admitida pela justiça. O processo continua para o julgamento dos recursos apresentados na segunda instância.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments