30.1 C
Nova Iorque
sábado, julho 2, 2022

Buy now

Mulheres jornalistas de Minas lançam Campanha Libertas

Onze mulheres jornalistas de Minas Gerais que trabalharam em redações de grandes jornais de Belo Horizonte e em assessorias de imprensa uniram-se para criar a Campanha Libertas, cujo objetivo é contribuir para que mais mulheres sejam eleitas em 2018, dando mais visibilidade às candidatas e mostrando em pautas que representatividade importa. Bárbara Ferreira, Cinthia Ramalho, Daniela Maciel, Graziele Martins, Isabella Lucas, Joana Suarez, Juliana Baeta, Letícia Silva, Luiza Muzzi, Stéphanie Bollmann e Thaíne Belissa começaram a se articular no fim de junho e lançaram a campanha em 13 de julho.

Segundo Joana, que é de Recife mas mora há 15 anos em BH, o projeto surgiu em maio passado, quando voltou a Pernambuco e viu que a agência independente Marco Zero lançou o projeto Adalgisas, focado no Estado, e sugeriu para amigas de BH fazerem algo semelhante em Minas: “Entretanto, o projeto nasce de um engajamento que todas nós temos com o feminismo, nossa demanda por mais igualdade, mais espaço, cresceu nos últimos anos. Percebemos que as pessoas não votam em mulheres por desinformação, desconhecimento. Se conseguirmos atingir a meta do financiamento coletivo, a partir de 13 de agosto vamos produzir conteúdos diários e especiais sobre as candidaturas femininas a serem publicados em um site e nas redes sociais, que também ficarão à disposição para que outros veículos tradicionais de imprensa possam republicar gratuitamente. Vamos explorar mais as candidatas de BH e região metropolitana”.

O nome da campanha faz referência à liberdade das mulheres e à bandeira de Minas Gerais. “Queremos e podemos ocupar espaços de poder. Uma conquista, ainda que tardia”, dizem elas.

Related Articles

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
22,043FãsCurtir
3,379SeguidoresSeguir
19,800InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese