Globo desativa Central de Atendimento ao Telespectador

A Rede Globo extinguiu a Central de Atendimento ao Telespectador (CAT) e demitiu os funcionários do Rio e de São Paulo. O serviço funcionava por telefone ou e-mail, era uma ligação direta entre a emissora de seu público, e respondia a dúvidas sobre roupas, acessórios, maquiagem e produtos apresentados nos programas da casa. A informação é de Renata Nogueira, no UOL.

O CAT alavancava principalmente as novelas. Quando alguém ligava perguntando onde comprar isso ou aquilo, o CAT informava, e a moda estava lançada, pois eram muitas perguntas por dia, sobre os mais diversos assuntos e programas. Como uma central de fidelidade do telespectador, que se sentia acolhido pela programação. Um tipo de pós-venda do produto, para garantir a fidelização do consumidor. Também um termômetro da audiência, já que faziam um cadastro e sabiam onde estava qual tipo de pessoa – avaliação que hoje os algoritmos fazem, o que deve ter motivado a extinção.

Em tempos de lockdown para os programas de auditório, quando todas as empresas usam internet e telefone para fazer contato com os clientes, desativar um serviço que funciona pode representar mais perdas do que ganhos. Transformá-lo em exclusivamente digital é arriscado, pois exclui os idosos, que preferem o contato telefônico pessoal e devem ser uma parcela importante da audiência cativa, aquela que tem tradição de sintonizar a emissora.

1 comment

Get RSS Feed

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *