Equipe de Cahiers du Cinéma se demite

A equipe da revista francesa Cahiers du Cinéma pediu demissão em conjunto, na semana passada, em protesto contra a linha editorial de novos acionistas. O diretor de Redação Stéphane Delorme, há 20 anos na casa, foi acompanhado por 15 jornalistas.

Fundada em 1951, les Cahiers firmou a reputação de ser uma das mais tradicionais publicações sobre cinema no mundo. Conforme reportagem de O Globo, cineastas como Jean-Luc Godard e François Truffaut colaboraram com a revista antes de serem expoentes da Nouvelle Vague.

No início deste ano (30/1), a empresa foi comprada por um grupo de 20 investidores de diversas áreas. Entre eles estão Alain Weill, dono da revista L’Express, Marc du Pontavice, do estúdio de animação Xilam, e Pascal Breton, da distribuidora Federal Entertainment. Os novos donos, segundo um comunicado da Redação, exigiram que a revista se tornasse mais conciliadora e chique. O mesmo comunicado retrucou: “A revista sempre foi comprometida com uma crítica engajada e de posições claras”.

Em entrevista ao jornal Le Monde, o novo administrador Eric Lenoir negou interferência no conteúdo: “A equipe editorial deve escrever o que quiser sobre cinema. Está fora de questão orientar essas escolhas”. No entanto, a redação demissionária acredita que o fato de o novo grupo de acionistas ser composto por oito produtores cinematográficos representa um insustentável conflito de interesses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *