China confirma expulsão de jornalistas americanos

Ministério das Relações Exteriores da China

A China anunciou em 17/3 a expulsão dos correspondentes americanos dos jornais New York Times, Wall Street Journal e Washington Post. Além deles, as investigações seguem para a rádio Voz da América e a revista Time. A medida é uma retaliação à decisão do presidente Donald Trump de reduzir a quantidade de empregados chineses nas empresas estatais chinesas de comunicação – Xinhua, CGTN, China Radio, China Daily e Diário do Povo.

A alegação foram os ataques de jornais americanos à maneira como a China lidou com a Covid-19. A China considerou a expulsão “uma mentalidade de Guerra Fria”. E o secretário de Estado Mike Pompeo – ex-diretor da CIA e atual chefe da diplomacia americana – pediu que Pequim reconsiderasse a decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *