Sobre assédio não há argumentos

Após a publicação de uma crônica pelo jornal Correio Braziliense no início do mês, cujo conteúdo romantizaria o assédio a estagiárias no ambiente de trabalho, o coletivo Jornalistas contra o assédio, promove desde 26/9 uma mobilização virtual de “homens no combate a atitudes constrangedoras que as jornalistas ainda enfrentam no exercício da profissão”.

A campanha #JuntosContraoMachismo vai até 8 de outubro. Foi produzida uma série de seis vídeos com as frases mais chocantes e outras corriqueiras ouvidas por jornalistas mulheres em diversos locais de trabalho da categoria, em diversas empresas. Elas foram gravadas por nomes como Juca Kfouri e Chico Pinheiro.

Guilherme Goulart, cronista responsável pelo texto que motivou a celeuma, publicou um pedido de desculpas no próprio jornal, em que admite ter sido “um erro sem perdão” e uma decepção especialmente para as mulheres de sua vida.

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *