R7 contrata 25 antes do Natal

O R7, portal de notícias, serviços e entretenimento que integra a Rede Record, fez 25 contratações antes do Natal.

Para a Home, chegaram os editores Karina Yamamoto e Marco Rogério de Castro Oliveira (ambos ex-UOL), a repórter/redatora Nayara Winny Batista Fernandes (que era freelance) e a redatora Brenda Marques (ex-Secretaria Municipal de Pessoa com Deficiência); para Cidades, a editora Ingrid Cassia de Carvalho Alfaya (ex-Comunicação do HC) e os repórteres Fabíola Perez Correa (ex-Isto É), Marcio Neves (ex-UOL e Folha de S.Paulo) e Plínio Aguiar (ex-estagiário do próprio R7); para Internacional, a editora Cristina Charão Marques (ex-Veja e Estadão) e os redatores Beatriz Sanz (ex-El País) e Fábio Fleury (ex-NHK e Reuters); para Brasil/Política/Economia, o editor Paulo Rodolfo Lima (ex-CBN) e as repórteres Giuliana Saringer (ex-estagiária do R7) e Thais Skodowski (ex-IstoÉ); para Esportes, o editor Adalberto Leister Filho (ex-Máquina do Esporte, que segue como professor de programas de pós-graduação de Anhembi Morumbi, Faap e Ipog São Paulo), o editor e blogueiro Rodolfo Martins Rodrigues (ex-UOL e Estadão), os redatores Carla Canteras (ex-TV Globo) e Guilherme Padin (ex-El País) e o repórter Cesar Sacheto (ex-Estadão); para Tecnologia e Ciências, o editor Pablo Marques (ex-Poder 360); para a Coluna do Fraga, o repórter Caio Vigneron Sandin (ex-Jornal da Record); para o Hora 7, o repórter David Plassa (ex-Estrelando); para Novas Mídias, o editor sênior Leonardo Martins (ex-Gizmodo); para Saúde, a editora Deborah Giannini (ex-UOL); e para Entretenimento, a redatora Marília Aguena (ex-CBN).

Embora o portal não informe, muitos certamente substituirão os demitidos no início de dezembro após paralisarem o trabalho entre 30/11 e 1º/12 em protesto contra mudanças na escala de trabalho nos finais de semana sem prévia negociação.

Segundo o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, essas demissões, que informa serem “quase 30”, ainda estão sub judice, com julgamento previsto para o final do mês no TRT2-SP. Antes, porém, em 11/1, está marcada reunião entre a empresa e o Sindicato para negociar a mudança de escala de plantão que deu origem ao protesto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *