O adeus a Paula Puliti

Paula Puliti

Paula Puliti, que foi por muitos anos repórter de Economia da Agência Estado e antes trabalhou na Folha, morreu em São Paulo na madrugada dessa quinta-feira (6/6), aos 55 anos. Segundo a amiga Adriana Salles, tinha uma doença rara, hereditária, em que seu corpo ficava criando tumores benignos: “Vivia fazendo cirurgias para retirar tumores. Morreu disso no final das contas. Mas venceu a doença porque a expectativa de vida é baixa e ela viveu muito mais do que as estatísticas permitem prever”. O velório, no Cemitério do Araçá (av. Dr. Arnaldo, 300), vai até as 11h de amanhã (7/6), quando seguirá para cremação na Vila Alpina (av. Francisco Falconi, 437), ao meio-dia.

Graduada em Jornalismo pela ECA-USP, tinha mestrado em História Internacional pela London School of Economics and Political Science (que fez como bolsista do British Council), e doutorado em Ciências da Comunicação pela ECA-USP. Sua tese de doutorado virou livro, O juro da notícia – Jornalismo econômico pautado pelo capitalismo financeiro (Insular), publicado em 2013.

Trabalhou na Gazeta de Pinheiros, na revista Saúde (Abril), nos jornais Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo e Diário do Grande ABC, e por 17 anos foi repórter de Economia da Agência Estado.

Deixa um filho, Caio, de 12 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *