Justiça gaúcha manda reabrir exposição de charges

Por solicitação do vereador Marcelo Sgarbossa (PT), uma decisão liminar da Justiça determinou a reabertura da exposição Independência em Risco, suspensa na semana passada pela presidente da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, Mônica Leal (PP). A mostra, que conta com 36 desenhos de 19 artistas, é composta de charges com críticas ao governo federal, consideradas ofensivas pela parlamentar.

Em seu despacho, o juiz da 3ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, Cristiano Vilhalba Flores, cita a defesa da liberdade de expressão, afirmando que ela fica descaracterizada com a censura. O magistrado diz ainda que as obras que compõem a exposição “nada mais aparentam ser do que a simples manifestação dos pensamentos e da arte dos expositores” e que “charges são sempre subjetivas”. Inicialmente, as obras deveriam ficar em exibição até 19 de setembro.

Vale lembrar que a mostra havia sido previamente autorizada pela direção-geral da Casa, e, a convite o vereador Marcelo Sgarbossa, artistas foram chamados para realizar uma exposição sobre a conjuntura política atual. A iniciativa, planejada desde julho, conta com a presença dos cartunistas Edgar Vasques, Santiago, Vecente, Dóro, Elias, Alexandre Beck, Alisson Affonso, Bier, Bruno Ortiz, Edu, Eugênio, Gui Moojen, Hals, Kayser, Koostela, Latuff, Nik, Schroder e Uberti.

Cartunistas poderão exibir novamente seus trabalhos

(Com informações do Coletiva.net)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *