Gustavo Negreiros é demitido após dizer que ativista de 16 anos “precisa de sexo”

“Ela está precisando de sexo. Ela é uma histérica mal-amada”, atacou Gustavo Negreiros.

A rádio 96FM, de Natal (RN), anunciou a demissão do jornalista Gustavo Negreiros após um ataque feito contra a ativista sueca Greta Thunberg. Durante o programa 96 Minutos, o radialista disse ao vivo que a garota, de 16 anos, estaria precisando de sexo. 

“Ela é mal-amada”, atacou Negreiros. “Se ela também não gosta de homem, que ela pegue uma mulher, se ela for lésbica. Ela está precisando de sexo. Ela é uma histérica mal-amada”.

Confrontado por um colega de bancada, ele prosseguiu com os ataques: “Vá fumar o seu baseadozinho, sua maconha, de volta para a Suécia”. A opinião de Gustavo causou revolta nas redes sociais e a perda de três dos quatro patrocinadores do programa.

Após a confirmação de sua demissão, Gustavo voltou ao ar para se desculpar pelos seus comentários: “Eu, de fato, não estava preparado para o comentário, porque tem algumas informações que eu não sabia. Antes de qualquer coisa eu digo que errei. Nós temos responsabilidade com a notícia, com a informação. A garota, não sabia na hora que ela tinha um problema de saúde. Lamento muito meu comentário, a forma jocosa que eu comentei. A 96 em momento algum compactua ou tem posição nem parecida com isso. O erro foi todo meu”, se despediu.

Greta Thunberg

Sob ataque

Inspiração para a criação do movimento Fridays for future (sextas-feiras pelo futuro), Greta Thunberg se transformou em um fenômeno global nas redes sociais por causa de sua luta para combater o aquecimento global.

A jovem, de apenas 16 anos, é portadora da Síndrome de Asperger, tipo de autismo que ganhou fama com o personagem Sheldon Cooper (Jim Parsons), da premiada série de comédia The Big Bang Theory, e que resulta em dificuldades relacionadas à interação social e comunicação.

Pela sua luta, vem sendo constantemente atacada por políticos e jornalistas negacionistas do aquecimento global em todo o mundo. Recentemente a Fox News, dos Estados Unidos, pediu desculpas à ativista após um especialista tê-la chamado de “doente mental” durante um de seus programas.

Aqui no Brasil, além dos ataques de Gustavo Negreiros, Greta foi vítima de notícias falsas e montagens compartilhadas pelo Deputado Federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Na Jovem Pan, o comentarista Rodrigo Constantino também foi duro nos ataques, chamando a jovem ativista de “retardada” e que sofria de “síndrome do autismo”.

(* Com informações do UOL)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *