26.1 C
Nova Iorque
quarta-feira, julho 6, 2022

Buy now

Fotografia perde Zeca Araújo

Morreu em 28/1 o repórter fotográfico José (Zeca) Araújo, aos 74 anos, depois de um ano de tratamento contra um câncer.

Ele começou em 1967, como repórter fotográfico, no jornal Diário de Notícias. Trabalhou nas revistas O Cruzeiro e Placar, e no jornal O Globo. Foi editor de Fotografia da revista Manchete. Em 1974, foi para Londres, como correspondente da Editora Abril. De volta ao Brasil, colaborou com as revistas IstoÉ e Repórter Três. Um dos criadores da agência Casa da Foto, esteve ainda na sucursal do Rio da agência F4.

Em 1979, criou e coordenou o Núcleo de Fotografia da Fundação Nacional de Arte (Funarte), e que seria, mais tarde, o Instituto Nacional da Fotografia. Ali organizou a primeira exposição de Sebastião Salgado no Brasil.

Foi curador da exposição brasileira no 3º Colóquio Latino-Americano de Fotografia, na Cidade do México. Lecionou fotografia na Escola de Artes Visuais do Parque Lage e, em 1988, publicou o livro Jardim Botânico do Rio de Janeiro, com textos e poemas assinados pelo amigo Tom Jobim. Ganhou os prêmios Marc Ferrez da Fundação Marc Chagall, e o Nacional de Fotografia.

O fotógrafo Milton Guran, que conhecia Araújo desde os anos 1970, prepara um evento online previsto para a segunda semana de fevereiro: Juntos com Zeka Araújo terá mesas de debates e leilão de fotos vintage, e faz parte do festival Foto Rio.

Related Articles

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
22,043FãsCurtir
3,384SeguidoresSeguir
19,800InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese