Entidades repudiam ataques do secretário de Comunicação da Presidência contra a imprensa

Fábio Wajngarten

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) e a Associação Nacional de Editores de Revistas (Aner) criticam Fábio Wajngarten, secretário de Comunicação da Presidência da República, por ter atacado a imprensa em suas redes sociais, no domingo passado (6/10).

Em nota conjunta, as duas entidades condenaram a manifestação do secretário e lamentam “a visão distorcida dele sobre mídia técnica, o que é preocupante, vindo de quem tem a responsabilidade de gerir recursos públicos de publicidade”.

Wajngarten fez os ataques após uma reportagem da Folha de S.Paulo mostrar um depoimento dado à Polícia Federal e uma planilha apreendida em uma gráfica como possíveis indícios de que o dinheiro do esquema de candidatas-laranja do PSL em Minas Gerais teria sido desviado para as campanhas do presidente Jair Bolsonaro e do ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio. 

No post, Wajngarten afirmou que “parte da mídia ecoa fake news e manchetes escandalosas, perdeu o respeito, a credibilidade, a ética jornalística”. Ele também sugere aos anunciantes que analisem os veículos de comunicação antes de assinarem qualquer contrato: “Que estejam conscientes de analisar cada veículo de comunicação, de forma a não se juntar a eles, mantendo as suas marcas”.

Leia a nota da ANJ e da ANER na íntegra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *