Empregados da RAC decidem entrar em greve

Depois de um ano e meio de pagamentos atrasados e após várias tentativas de negociação com a Rede Anhanguera de Comunicação (RAC), de Campinas, os jornalistas, gráficos e administrativos da empresa decidiram entrar em greve a partir das 11h desta quarta-feira (28/6).

Segundo o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, como a empresa não tem cumprido nenhum dos acordos para regularização dos pagamentos, a decisão de cruzar os braços foi tomada em assembleia na tarde de 26/6, convocada pela Regional Campinas da entidade e pelos sindicatos dos trabalhadores gráficos e dos administrativos.

Em nota no seu site, a entidade informa que, além de dois meses de atrasos nos salários, os profissionais também não receberam o 13º que, pelo prometido pela RAC, deveria ter sido quitado em quatro parcelas, de fevereiro a maio último. Diz ainda que, “no começo do ano, a RAC havia se comprometido, ainda, a minimizar a situação dos atrasos com pagamentos semanais de um quarto de salário e das férias, mais os vales correspondentes aos cinco dias da semana, mas a empresa não cumpriu o acordo.Os vales-refeição e alimentação estão atrasados desde dezembro passado, pois o grupo também não cumpriu acordo nem com a empresa que administrava os benefícios, nem com os trabalhadores que deveriam passar a receber os valores semanalmente”.

A RAC edita os jornais Correio Popular, Notícias Já, a revista Metrópole e o portal rac.com, e, até o final do ano passado, empregava 250 trabalhadores, dos quais mais de 60 jornalistas, dez gráficos e mais de 170 administrativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *