Elda Müller passa a ser consultora na Abril

Elda Müller (eldammuller@gmail.com) despediu-se oficialmente há alguns dias de suas funções executivas na Abril, após quase 40 anos de empresa (ali entrou em 1978), e no mesmo instante foi convidada para continuar atuando como consultora, ao lado de Thomaz Souto Corrêa, que, a nosso pedido, escreveu um depoimento sobre ela. Elda teve um grave problema de saúde que, felizmente, superou, estando já liberada para seguir normalmente com suas atividades. Mas num acordo com a Abril optou por iniciar um novo ciclo, que a libera do trabalho mais pesado. Eduardo Ribeiro, diretor deste Portal dos Jornalistas, foi colega de Elda em 1978, na revista Casa Claudia, cuja redação era também integrada por Emeri Loreto (já falecida), Sinval Medina, Júlia Pascale, Claudio Yida, Silvia Graubart e Paulo Sampaio, entre outros.    “Elda tornou-se o que os americanos chamam de editor & publisher” Por Thomaz Souto Corrêa, especial para J&Cia Um dia, Elda Müller chegou para mim e disse: “Estou com vontade de fazer uma edição especial de Casa Claudia sobre uma nova tendência que está aparecendo em decoração, ligada à espiritualidade”. Devo ter feito uma cara de espanto, porque em seguida ela perguntou: “Você já ouviu falar em Feng Shui?”. O espanto deve ter-se transformado em “que diabo é isso?”, mas ela demonstrava tamanha determinação que resolvi ceder. “Faça uma edição especial e vamos ver o que acontece”. Sem nenhuma pesquisa de mercado, a primeira edição de Bons Fluidos vendeu bem, uma segunda foi tentada alguns meses depois e a revista está aí até hoje. Ela demonstrou, com esse episódio, ter uma característica essencial aos grandes revisteiros: intuição. Desde 1978, quando entrou na Abril, e até hoje, quando deixa a vida de executiva para se tornar uma valiosa consultora editorial, Elda passou por todas as experiências da vida numa editora. Poucos jornalistas tiveram essa carreira tão especial. Ela começou como redatora, dirigiu e participou do lançamento de revistas e – como era inevitável – assumiu funções comerciais em revistas, tornando-se o que chamamos de publisher, e que os americanos chamavam, mais corretamente, de editor & publisher. Convivi com a Elda ao longo de toda essa sua trajetória. Ultimamente, na função comum de consultores editoriais, conversamos muito sobre jornalismo, sobre revistas, sobre pessoas e sobre a vida. É um privilégio tê-la como interlocutora. Ela vai continuar colaborando com a Abril, e uma de suas atribuições será a de me ajudar na análise das revistas, função em que a experiência dela é muito importante. Mesmo porque até hoje não sei o que é Feng Shui e, se precisar de um, sei a quem recorrer.   Leia mais + Dança das cadeiras no comando de O Povo CBN e TV O Povo + TRT-2 proíbe Estadão de fazer novas demissões + Folha corta 50, sendo 30 na Redação