Bolsonaro zomba de jornalistas; entidades repudiam atitude

O presidente Jair Bolsonaro provocou na última quinta-feira (26/3) os repórteres que aguardavam entrevista em frente ao Palácio da Alvorada, em Brasília. Ele questionou a presença dos profissionais de imprensa, referindo-se à medida de isolamento social, estabelecida pela Organização Mundial da Saúde, como forma de barrar a disseminação do coronavírus: “Imprensa, vocês estão aqui trabalhando! Tem que ficar em casa, pô! Quarentena, pô! Fica em quarentena em casa!”.

Contrário à recomendação de quarentena da OMS, Bolsonaro também afirmou que foi criticado por sua postura, mas que os jornalistas também estavam descumprindo o isolamento social: “Atenção, povo do Brasil, esse pessoal aqui diz que eu estou errado porque tenho que ficar em casa. Agora eu pergunto: o que que vocês estão fazendo aqui? Imprensa brasileira, o que vocês estão fazendo aqui? Não tão com medo do coronavírus, não? Vão para casa! Todo mundo sem máscara!”.

A Associação Nacional de Editores de Revistas (Aner) e a Associação Nacional de Jornais (ANJ) manifestaram “indignação e perplexidade” com a postura de Bolsonaro: “A triste provocação do presidente escarnece de todos aqueles que colocam a saúde em risco para prestar um serviço essencial aos brasileiros. Todos os representantes de veículos de comunicação, como quaisquer outros de serviços essenciais, desejariam estar recolhidos em isolamento com suas famílias neste momento de calamidade pública. No entanto, a imprensa tem consciência de que deve, mais do que nunca, seguir no trabalho de informar a população”.

As entidades reiteram que a imprensa nacional seguirá “cobrindo todos os fatos relevantes para o País, atuando de forma construtiva para que, juntos, derrotemos o novo coronavírus”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *