Reportagem da Folha de S.Paulo sobre Belo Monte consumiu dez meses

Além dos enviados especiais Dimmi Amora, Lalo de Almeida, Marcelo Leite, Morris Kachani e Rodrigo Machado, trabalho multimídia envolveu outros 14 profissionais Com uma reportagem multimídia sobre a hidrelétrica de Belo Monte, dividida em cinco capítulos (Obra, Ambiente, Sociedade, Povos indígenas e História), a Folha de S.Paulo inaugurou em seu site no último domingo (15/12) a série Tudo sobre, com dossiês digitais que visam a destrinchar temas complexos do País. A usina, a terceira maior do mundo, que tem gerado muita controvérsia, está sendo construída no rio Xingu, no Pará, mobilizando 25 mil trabalhadores. A reportagem, intitulada A batalha de Belo Monte, que demandou dez meses para ser concluída, envolveu os enviados especiais Dimmi Amora, Lalo de Almeida, Marcelo Leite, Morris Kachani e Rodrigo Machado, e, direta ou indiretamente outros 14 profissionais, dezenas de entrevistas e milhares de fotos. Ela pode ser conferida em folha.com/belomonte. Marcelo, repórter especial, que fez o projeto, coordenou o trabalho e escreveu os capítulos 2 e 4, diz na apresentação da série que foi preciso amassar muito barro, em março, apenas para fazer o reconhecimento do terreno nos três canteiros de construção, separados por dezenas de quilômetros: “Ficou evidente que um só repórter, em poucos dias, não daria conta de abarcar todos os aspectos do empreendimento controverso, que enfrenta resistências desde os anos 1980. Planejou-se enviar quatro ou cinco jornalistas à área, em agosto (estação seca), por duas semanas. Uma decisão acertada. (…) Em paralelo, aprofundavam-se as pesquisas para produzir os infográficos sobre a intrincada engenharia da usina. (…) Altamira, rio acima, viu sua população aumentar pelo menos 40% em dois anos. “Caos” é a palavra que mais se ouve – no trânsito, na violência, nas obras de saneamento que rasgam as ruas da noite para o dia. Isso para não falar do despreparo do poder público em mitigar os previsíveis impactos sociais do empreendimento. (…) Uma extensa reportagem, acompanhada de gráficos dinâmicos, vídeos e fotos para mostrar todas as facetas da maior obra em curso no País”. As funções dos demais enviados especiais foram: Dimmi, repórter da sucursal de Brasília, escreveu os capítulos 1 e 5; Morris, repórter especial, escreveu o capítulo 3; Lalo, fotógrafo, registrou quase todas as imagens (fotos e vídeos); e Rodrigo, repórter da TV Folha, auxiliou na gravação de vídeos. Os outros participantes foram: Rony Maltz (gravou imagens de vídeo no Rio), Eduardo Knapp (fez fotos e vídeos em Taubaté/SP), Fábio Marra (editor de Arte), Mário Kanno (Coordenação de Arte), Pilker, Rubens Alencar e Lucas Zimmermann (Design e programação), Simon Ducroquet (Infografia, animação e Folhacóptero interativo), Douglas Lambert (Edição de vídeo), Demétrius Daffara (Pós-produção e motion graphics do Folhacóptero), Melina Cardoso (Narração), Marcelo Soares (Cronologia), Giuliana Miranda (repórter de Ciência, colaborou na pesquisa para produção de infográficos) e Michael Kepp (tradução do texto para o inglês).