Rede Amazônica chega ao Pará com a estreia da CBN Belém

Jornalistas e produtores da CBN

Com a estreia da CBN Belém (FM 102.3), a Rede Amazônica inaugurou em 1º/8 sua primeira operação no Pará. Fundada há 45 anos, a rede, afiliada do Grupo Globo, atuava até então em cinco estados da Região Norte: Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia e Roraima. A aposta com a nova emissora é começar a marcar presença no maior mercado da região. Segundo estimativas do IBGE, o Pará é hoje o maior estado da Região Norte, com pouco mais de oito milhões de habitantes, mais que o dobro que o Amazonas, segundo colocado.

A nova emissora, que entra na frequência antes ocupada pela Jovem Pan, tem na equipe os âncoras Douglas Dinelli, Israel Pegado e Danilo Ferreira, os produtores Gabriel Melo, Karen Helena e Max Alexandre e os repórteres Otávio Augusto Jr., Cinthia VasconcelosTácio Torres e Danielly Fabíola. A gerente executiva da Rádio CBN Amazônia, Danielle Pires, é responsável pelo comando do jornalismo local da emissora e o diretor de Jornalismo do Grupo Rede Amazônica, Luis Augusto, é responsável pelo jornalismo regional da Rádio CBN Amazônia Belém.

Nova tentativa

Esta é a segunda vez que a CBN tem uma afiliada na capital paraense. Entre dezembro de 2008 e janeiro de 2015, a marca já havia operado em parceria com as Organizações Rômulo Maiorana, afiliada do Grupo Globo no Pará. Batizada na época como Rádio O Liberal CBN, a operação foi substituída mais tarde pela Rádio Liberal, que segue em operação.

Curiosamente, em um movimento pouco usual, o Grupo Globo conta agora com dois grupos afiliados na capital paraense: a Rede Amazônica, com a CBN, e as Organizações Rômulo Maiorana, com a TV Liberal, parceira da TV Globo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *