Prazos finais para concorrer a sete das principais bolsas de jornalismo do mundo 

A Rede de Jornalistas Internacionais (IJNET, na sigla em inglês) listou os prazos finais para concorrer a sete das principais bolsas de jornalismo neste ano. Confira:

Donald W. Reynolds Journalism Institute (RJI) e Knight-Bagehot – até 31/1

Donald W. Reynolds Journalism Institute (RJI) na Universidade do Missouri oferece bolsas residenciais e não residenciais, ambas com duração de oito meses e estipêndios mensais de US$ 10 mil e US$ 2,5 mil, respectivamente.

A Faculdade de Pós-Graduação de Jornalismo da Universidade de Columbia recebe inscrições para a sua bolsa Knight-Bagehot em Jornalismo Econômico e Empresarial. A bolsa, de um ano, inclui os custos da faculdade de pós-graduação em jornalismo, negócios, leis e assuntos internacionais, além de um estipêndio de US$ 60 mil.

Centro Joan Shorenstein na Harvard – até 1/2

A Kennedy School of Government da Universidade de Harvard oferece bolsas do Centro Joan Shorenstein. Os bolsistas fazem um semestre de residência sobre política pública e recebem US$ 30 mil, pagos em quatro parcelas ao longo do semestre. Os candidatos devem ser jornalistas, acadêmicos ou formuladores de políticas ativos na imprensa, política e políticas públicas.

Open Society – até 4/2

A Open Society busca candidatos que abordem formas novas e radicais de propriedade, governança, empreendedorismo e financiamento. Os bolsistas podem produzir trabalhos de sua escolha, tais como artigos acadêmicos, livros, projetos de arte etc. Grupos têm a oportunidade de trabalhar em projetos colaborativos.

Reuters de Jornalismo na Universidade de Oxford – até 11/2

Reuters Institute for the Study of Journalism na Universidade de Oxford busca candidatos para seu programa de pesquisa, com duração de três, seis ou nove meses. Os bolsistas vão completar um trabalho acadêmico, com preferência sobre uma das áreas de foco do instituto: jornalismo e democracia; negócio do jornalismo; prática do jornalismo; e política de mídia. Os candidatos devem ter experiência mínima de cinco anos de jornalismo e bom conhecimento do inglês.

World Press Institute – até 15/2

Jornalistas que vivem fora dos Estados Unidos e têm pelo menos cinco anos de experiência na mídia impressa, online ou eletrônica podem concorrer ao programa de bolsas do World Press Institute. De meados de agosto a outubro, os bolsistas vão desenvolver conhecimentos sobre o jornalismo americano e reportar sobre uma variedade de temas sociais.

Knight de Jornalismo Científico no MIT – até 28/2

Jornalistas em meados de carreira que cobrem ciência, tecnologia, meio ambiente ou medicina podem se inscrever para uma bolsa de nove meses. Cada bolsista cria seu plano de estudo, participa de cursos e palestras do MIT, treinamentos de mídia digital e entrevista docentes da faculdade. Os bolsistas recebem um estipêndio de US$ 70 mil, custos da faculdade e benefícios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *