O coronavírus e os veículos de comunicação − X

Memorial Inumeráveis homenageia as vítimas do coronavírus no Brasil

Artistas, jornalistas, estudantes, escritores e contadores de histórias de todo o País são convidados para contribuir com a iniciativa Inumeráveis, memorial que destaca os nomes e um breve perfil de todas as vítimas por Covid-19 no Brasil. O objetivo é mostrar as pessoas por trás dos dados, números e estatísticas diariamente presentes na mídia nacional.

Criado em 30 de abril, o projeto é obra do artista Edson Pavoni em colaboração com Rogério Oliveira, Rogério Zé, Alana Rizzo, Guilherme Bullejos, Giovana Madalosso, Jonathan Querubina e jornalistas e voluntários que seguem adicionando histórias ao memorial. A iniciativa busca mostrar o lado humano da pandemia, apresentando as histórias das pessoas que se foram por causa da doença, de forma sensível, pessoal e respeitosa, valorizando cada uma delas. Posteriormente, os idealizadores pretendem fazer uma exposição artística em local público com os nomes das vítimas.

Rogério Oliveira, empreendedor social e um dos idealizadores do Inumeráveis, explica que o projeto serve para mostrar as vidas escondidas pelos números e estatísticas: “O Inumeráveis nasce do incômodo em perceber que, nas tragédias humanitárias pela qual a humanidade passa, transformamos as vidas perdidas apenas em números e estatísticas. Pandemias, guerras, genocídios, desastres recentes como Brumadinho. Não valorizamos, não registramos a vida, a história de cada única pessoa que todos nós perdemos. Hoje temos tecnologia e um sistema distribuído que pode colaborar para termos a ambição de registrar 100% das histórias, de cada pessoa”.

A plataforma oferece duas formas de colaboração: uma para profissionais de imprensa, estudantes de jornalismo e outros que queiram reportar uma história; e outra direcionada à família e aos amigos que gostariam de prestar uma homenagem à vítima.

O projeto conquistou a adesão do jornal O Globo, que dedicou uma capa à iniciativa. Sobre ela, a propósito, escreveu Carlos Castilho no Observatório da Imprensa, em 12/5: “O memorial dos 10 mil mortos é a mais emotiva e humana homenagem que a imprensa brasileira poderia ter feito aos brasileiros vitimados pela pandemia do coronavírus. No meio do fluxo frenético de notícias sobre a Covid-19, das trapalhadas presidenciais e da polarização ideológica, o jornal O Globo conseguiu sacudir a consciência nacional ao transformar registros estatísticos em nomes e vidas. Foi uma decisão editorial tomada num momento crítico da pandemia, quando a multiplicação do número de doentes e mortos começa a anestesiar a opinião pública. A individualização dos 10 mil mortos e suas histórias tornou-se possível graças ao projeto Inumeráveis, lançado no dia 30 de abril por um grupo de artistas e jornalistas unidos em torno da preocupação com o fato de que ’não há quem goste de ser número. Gente merece existir em prosa’”.

E mais…

A Fundação Thomson oferece o curso gratuito online, em inglês, Reportagem sobre Covid-19: Segurança, que pode ser realizado a qualquer momento. Ele baseia-se na cobertura de epidemias e pandemias anteriores, como Sars e Ebola, e inclui exemplos de boas práticas desenvolvidas por jornalistas e organizações de mídia que cobrem o surto de Covid-19. Foi criado em colaboração com a Federação Internacional de Jornalistas (IFJ) e o Centro Dart Europa.

Na comunicação corporativa

A In Press Porter Novelli realiza nesta quinta-feira (14/5) o webinar O futuro do trabalho já virou o presente: a transformação imposta pela Covid-19. Milena Fiori, diretora de comunicação interna da agência, faz mediação de um debate de que participam Oliver Kamakura, sócio da Ernst & Young; Renato Biava, diretor de RH da Ambev; Milton Beck, diretor do LinkedIn para a América Latina, e Sylmara Requena, diretora de RH da Siemens Energy do Brasil. Eles discutem as mudanças no dia a dia profissional e os insights,tendências e o que as empresas estão fazendo para se adaptarem. Às 9h30, com inscrições aqui.

Desde 12/3, a FSB Inteligência tem oferecido a clientes e ao público em geral produtos específicos com foco na pandemia. São relatórios de acompanhamento, curadorias especiais e novas soluções. Todos esses produtos são gratuitos e de distribuição por e-mail, WhatsApp e web. (Veja+).

Ederaldo Kosa, sócio da Linhas Comunicação, apresenta em 21/5, às 15h, o webinar Comunicação e fake news em tempos de pandemia. Kosa coordena desde 2011 o Grupo de Comunicação da Associação Nacional de Restaurantes (ANR). O setor é um dos mais afetados pela crise da Covid-19. O webinar é dirigido a empresários, gerentes e gestores de bares e restaurantes, mas todos podem participar. Basta enviar um e-mail para comunicao@anrbrasil.org,br para receber o link.

Ninguém escapa das fake news”, afirma Kosa. “A própria OMS já advertiu para o problema, que pode matar, assim como o vírus. Desinformação, em saúde, pode levar à morte. Na economia, pode levar a decisões erradas. Mesmo entre empresários, é comum observar compartilhamentos de mentiras. A imensa maioria não faz por mal, mas porque a ideia de uma mensagem às vezes vai ao encontro da sua ou simplesmente porque não a pessoa não quer checar antes a informação”.

Flávio Schmidt, parceiro da Trama, lançou o e-book Planejamento de Gestão de Riscos – Como proteger sua empresa e atuar em cada fase do Ciclo da Pandemia Covid-19. Segundo ele, o objetivo é “ajudar a entender quais são as fases da pandemia e como tratá-las, a fim de evitar que causem impactos danosos na segurança das pessoas e na continuidade dos negócios”. Mais informações pelos 11-993-106-100, 3388-3040 e flavio@tramaweb.com.br.

Com base no pressuposto de que há muitas instituições dedicando-se a ajudar quem mais precisa em meio à pandemia do coronavírus, colaboradores da Weber Shandwick e de agências do grupo no Brasil criaram uma ação 100% voluntária, a newsletter Onda do Bem. A cada edição, profissionais da agência voluntariam-se para divulgar três projetos sociais que merecem atenção. A doação, como pessoa física ou jurídica, quando houver, deve ser feita diretamente pelos canais da própria instituição. A Weber Shandwick não atua como intermediária do processo ou responsável pelo gerenciamento dos recursos doados. Mais informações pelo falecom@webershandwick.com.

A bowler, que atende à Dasa desde 2018, têm proposto iniciativas que geram informações e insumos aos jornalistas que cobrem temas relacionados à Covid-19. Nas duas últimas semanas, além de uma aula-técnica por meio digital com o diretor médico da rede de laboratórios, que explicou as principais diferenças entre os tipos de exames de diagnóstico, a agência organizou uma coletiva online para detalhar a operação de doação de três milhões de testes e a criação do Centro de Diagnóstico Emergencial, em parceria com o Ministério da Saúde. Na próxima semana, lançará um guia informativo para jornalistas específico sobre coronavírus, de autoria  de Natalia Cuminale,. O material ficará disponível no hub de conteúdo sobre a doença, abrigado no site da Dasa.

Internacionais

Pesquisa aponta ao menos 64 jornalistas mortos por Covid-19 em 24 países

A organização Press Emblem Campaign (PEC) apurou o número de profissionais de imprensa que morreram infectados pelo novo coronavírus. A pesquisa detectou 64 mortes em 24 países ao redor do globo até 5/5, mas esse número pode ser ainda maior.

A PEC lembra que, assim como a contagem de infectados e mortos em cada país, o índice de profissionais de imprensa que morreram por causa da doença também tem problemas no que se refere a números oficiais. Por isso, enfatiza que é provável que o número de repórteres, fotógrafos, cinegrafistas e outros profissionais mortos por decorrência da Covid-19 seja maior.

“A segurança dos trabalhadores da mídia está particularmente em risco nesta crise, porque eles devem continuar a fornecer informações e testemunhos locais, visitando hospitais, entrevistando políticos, economistas, cientistas, médicos e pacientes”, diz o relatório. Com informações da ANJ.

E mais…

A Rede Internacional de Verificação de Fatos (IFCN) convida pesquisadores de desinformação sobre a Covid-19 para enviar até 29/5 propostas e participar do CoronaVirusFacts Alliance. Trabalhando juntos, os checadores e os pesquisadores acadêmicos ampliarão a base de conhecimento sobre o novo coronavírus e elevarão ainda mais a luta contra desinformação em saúde. As propostas aceitas que demonstrem claramente a necessidade de financiamento poderão receber até US$ 10 mil para conduzir o estudo. (Veja+)

Outras iniciativas

A 2Pró divulga que o Portal Lunetas – iniciativa do Instituto Alana que apresenta temas relacionados à infância – lançou Coronavírus: o mundo em suspensão, uma série de conteúdos que trazem percepções sobre a pandemia e a infância, e amplia as reflexões sobre os cuidados para com as crianças, especialmente neste momento, que tocam pais, mães, responsáveis, cuidadores, educadores e sociedade em geral, por meio de reportagens, notícias, análises, opiniões e entrevistas.

O especial do Lunetas fez um convite para que as crianças, protagonistas de suas próprias histórias, respondessem como estão se sentindo nesta quarentena imposta pela pandemia do coronavírus: o que estão ou não gostando e quais são seus sonhos e desejos para o futuro. O resultado tornou-se um vídeo que pode ser visto aqui.

O Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo, que por muitos anos foi palco de congressos de comunicação da Mega Brasil, mobilizou-se para ajudar na captação de recursos para o Hospital das Clínicas frente ao Covid-19. Eles serão revertidos em máscaras cirúrgicas ou N-95, luvas, óculos, testes para detecção do vírus, entre outras tantas necessidades do hospital para o enfrentamento dessa pandemia. Mais informações pelos hcdoacao.corona@hc.fm.usp.br, 11-2661-6475 / 2372 e www.viralcure.org/hc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *