19.5 C
Nova Iorque
segunda-feira, maio 27, 2024

Buy now

Mudanças no Diário Catarinense são aposta no meio jornal

Jornal passa a atuar como curador de conteúdo e parceiro das seis macrorregiões do Estado, unifica as edições de fim de semana e investe pesado em site responsivo O Diário Catarinense prepara uma radical mudança de posicionamento a partir da próxima 2ª.feira (26/10), já como antecipação às comemorações de seu 30º aniversário, em maio de 2016. Sob o comando do editor-chefe Domingos Aquino, que tem 24 anos de RBS mas está há pouco mais de um mês no cargo, o jornal muda o foco editorial para atuar como curador de conteúdo e parceiro das seis macrorregiões do Estado; amplia o conteúdo de suas edições de fim de semana e as unifica; investe pesado no site, que muda o leiaute para ficar com cara de jornal, totalmente responsivo (para desktop, tablet e mobile), com editorias bem definidas; e adota DC como marca, que até agora era só apelido; entre outras novidades. Segundo Aquino, essas mudanças são uma aposta no meio jornal: “Apesar das dificuldades por que passa a nossa indústria, o Grupo RBS dá aqui uma clara demonstração de que acredita no meio jornal. Investiu muito em pesquisa e tecnologia para chegar a esse projeto, que representa uma mudança profunda no nosso mindset”. Diz ele que o jornal estava muito focado na Grande Florianópolis e que os leitores apontaram isso, chamando a atenção para a relevância de assuntos de outras regiões: “Faremos a ligação desses assuntos. Adotamos o slogan ‘Nosso Estado de ponto a ponto’ e o que era apelido, DC, passa a ser marca, com os dois pontos. Graficamente, teremos capas de mais impacto e um projeto mais clean”. A partir do dia 26, o jornal ganha a seção De ponto a ponto, uma dupla indicando as seis macrorregiões com os colunistas locais, que garantirão a entrega do posicionamento. As edições de sábado e domingo, que circulavam com poucas horas de diferença (“o que o leitor considerava estranho”), serão apenas uma a partir do final de semana de 31/10 e 1º/11 e terão mais conteúdo. “O principal é o caderno Nós”, informa Domingos, “de oito páginas, que vai falar de nós, dos catarinenses, e dos problemas, dos nós que nos prendem. O primeiro tentará mostrar se somos ou não um povo de direita. O segundo tratará da rivalidade de Santa Catarina com o vizinho Rio Grande do Sul, o que classificamos de tchenofobia”. A nova edição de fim de semana inclui o suplemento Donna, que passa a se chamar Donna+, com todos os seus conteúdos mais os de softnews que ficavam abrigados no Casa&Cia (decoração, arquitetura, lar etc.) e no Destemperados (gastronomia). No dia 30 também vai circular a primeira edição da Revista do Clube do Assinante, que todas as 6as.feiras trará destaques do final de semana para os assinantes, com recomendações e descontos (de entretenimento, restaurantes etc). “Tudo isso estará no digital, que recebeu maior parte do investimento e é responsivo para qualquer plataforma”, informa. “O leitor poderá inclusive folhear o jornal por meio de um flip interativo, que tem galeria de fotos, realidade aumentada, vídeos etc.”. Segundo Aquino, não haverá sobreposição de conteúdo em relação aos outros jornais da RBS no Estado: “Sempre houve muito respeito entre os veículos nas regiões. O posicionamento estadual do DC é complementar ao do Santa [Jornal de Santa Catarina, de Bumenau] e de A Notícia [de Joinville], cujos conteúdos são hiperlocais [há ainda o popular Hora de Santa Catarina, que circula em Florianópolis]”. Ele informa que o novo DC foi apresentado num road show em todas as “capitais” das macrorregiões (Grande Florianópolis, Joinville, Chapecó, Lages, Criciúma e Blumenau) e que o resultado foi muito bom: “As lideranças locais ficaram entusiasmadas, pois a nossa proposta, além de levar conteúdo relevante de cada região, é ser parceiro delas nas lutas por segurança, infraestrutura portuária, malha rodoviária e ferroviária etc., oferecer jornalismo de qualidade e credibilidade, inspirar reflexão e debates. Nossas apostas estão em três pilares: reportagens exclusivas, colunismo e proximidade com as comunidades. Para isso, precisamos ir nas bolas certas e ter disciplina na execução do planejamento. Queremos fazer o melhor jornal do mundo para os catarinenses”.

Related Articles

22,043FãsCurtir
3,912SeguidoresSeguir
21,800InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese