18.2 C
Nova Iorque
segunda-feira, junho 17, 2024

Buy now

Mesmo com suspeito identificado, furto a repórteres segue indefinido

A imprensa acompanhou nesta semana o caso do furto à equipe responsável pela produção das imagens para o lançamento, nos dias 17 e 18, em Gramado (RS), da nova linha Rushmore da Harley-Davidson. Contratados para trabalhar durante o evento, os repórteres fotográficos Pedro Bicudo e Diego Carrieri, os cinegrafistas Paulo Andrade e Wagner Benedetti e os motoristas Cristiano da Silva e Ronaldo Bispo tiveram quase todos os seus equipamentos roubados no último domingo (16/2) enquanto almoçavam em um restaurante na cidade de Dois Irmãos, a cerca de 50 km de Porto Alegre. No total, o prejuízo foi de cerca de R$ 150 mil, sendo oito câmeras, 15 lentes, sete flashes, três GoPro, dois notebooks, tripés, cartões de memória, além da roupa que eles levaram para a viagem de três dias. A ação foi registrada pela câmera de segurança do estabelecimento (http://bit.ly/1fg6Gnj). Nela, é possível ver um Celta vermelho, placa ISJ-5171, aproximar-se do local no momento em que os dois carros alugados pelo grupo estacionam no restaurante. Assim que os profissionais entraram no estabelecimento, o motorista do Celta manobrou e encostou o carro do lado do veículo que guardava os equipamentos. “Eles foram direto ao carro que estava carregado. Certamente estavam atrás de nós e sabiam do alto valor dos equipamentos que trazíamos”, explica Bicudo. Pelas imagens, a polícia de Novo Hamburgo, onde foi registrado o boletim – uma vez que a regional de Dois Irmãos estava sem plantão naquele dia –, conseguiu identificar o proprietário do automóvel. O suspeito era de Porto Alegre e já possuía passagem pela polícia, inclusive por tentativa de assalto com o mesmo veículo utilizado na ação. “Mesmo com todos os dados o delegado disse que não poderia fazer muita coisa, já que não dava para comprovar se foi o próprio suspeito quem estava utilizando o carro naquele dia. Isso foi o que nos deixou mais bravos, porque entregamos para ele as imagens, eles não precisaram nem investigar isso, e mesmo com o endereço do suspeito nada foi feito”. Em função do compromisso agendado para a manhã do dia seguinte, o grupo decidiu retornar a Porto Alegre para conseguir novos equipamentos. “Alugamos o material de uma empresa de casamentos. Eram câmeras bem aquém das que costumamos usar, mas ainda assim tudo ocorreu bem e conseguimos finalizar o trabalho”. De volta a São Paulo nesta 4ª.feira (19/2), os profissionais tiveram pouco tempo para descansar e já começaram a procurar novos equipamentos. “Vamos até ver se fazemos uma compra conjunta para negociar melhores preços, já que ninguém pode ficar muito tempo sem equipamento”. Apesar de o crime ter sido registrado em Novo Hamburgo, toda investigação será conduzida pela Polícia Civil de Dois Irmãos, e nos próximos dias os jornalistas deverão comparecer a uma delegacia em São Paulo para registrar seus depoimentos.

Related Articles

22,043FãsCurtir
3,912SeguidoresSeguir
21,800InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese