Jornalistas do SBT pedem a saída de Marcão do Povão; editor-chefe é afastado

Os jornalistas do SBT enviaram em 10/4 uma carta conjunta à direção da emissora pedindo a demissão do apresentador Marcão do Povão, que sugeriu em uma edição do Primeiro Impacto a criação de um “campo de concentração” para pessoas infectadas com o novo coronavírus. A informação é do UOL.

Na carta, os jornalistas afirmam que o apresentador – que foi suspenso por 15 dias pelo ocorrido – vai contra as recomendações de higiene e prevenção estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e coloca em risco a saúde de seus colegas de trabalho. Além disso, escreveram que ele “não está à altura de representar o nome e a história do SBT”.

Vale destacar que a carta foi assinada por quase todos os jornalistas da emissora. Dudu Camargo, colega de Marcão no Primeiro Impacto, foi uma das exceções. Marcão não respondeu aos contatos feitos pela reportagem do UOL.

O SBT também suspendeu por uma semana o editor-chefe do programa Rafael Bianco, por não ter avisado a emissora sobre a fala de Marcão na própria quarta-feira (8/4), dia do ocorrido. Há três anos no comando da atração, Bianco confirmou o afastamento ao UOL, mas esclareceu que não concorda com as opiniões expressas pelo apresentador no telejornal. Ele já reassumiu o posto.

Em seu perfil no Instagram, Marcão publicou um pedido de desculpas, explicando que ele queria ter dito “hospital de campanha” ao invés de “campos de concentração”. Ele disse que “um programa de televisão transmitido ao vivo está sujeito a erros e palavras mal colocadas” e que jamais quis se referir a “práticas nazistas, ou mesmo hostilizar pessoas doentes, foi apenas uma palavra mal colocada que trouxe grande repercussão negativa”.

Atualizado em 15/4/20

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *