7.4 C
Nova Iorque
sexta-feira, abril 19, 2024

Buy now

De papo pro ar – O poderoso chefão

Há uns anos o trompetista dinamarquês Jens Winter, considerado o maior do seu país, fez um concerto matinal no Teatro Municipal de São Paulo, tendo na plateia Geraldo Vandré, que gostou do que viu e ouviu e os dois combinaram um almoço em seguida. Winter subiu ao camarim para se trocar. De onde estava, na parte superior do teatro, ele viu Vandré esperando. Pegou o trompete e sapecou Speak softly love, trilha do filme O poderoso chefão. Ao ouvir a música, o autor de Pra não dizer que não falei de flores perfilou-se como soldado diante de um general. Admiração recíproca. Depois disso, Winter manifestou o desejo de gravar um disco só com músicas de Vandré, que autorizou. Mas não deu tempo. Winter morreu antes. N. da R.: A íntegra da entrevista que Vandré deu a Assis para o extinto suplemento Folhetim, da Folha de S.Paulo, de 17/9/1978, está na edição nº 2 de Jornalistas&Cia ? Memória da Cultura Popular, que pode ser conferida no www.jornalistasecia.com.br. Assis aproveita para informar que a música Caminhando com Vandré, que ele fez com Téo Azevedo em homenagem a Vandré e que não foi citada nessa edição do Cultura Popular, pode ser ouvida na voz de Emídio Santana.

Related Articles

22,043FãsCurtir
3,912SeguidoresSeguir
21,600InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese