Época e Globo unem-se numa só redação

O processo de união das redações da revista Época e do jornal O Globo, planejado pelo Grupo Globo ao longo de 2017, avançou e já é uma realidade nas três capitais em que as redações se fazem presentes, conforme apurou este J&Cia. A grandiosidade do projeto e sua proposta resultaram em mudanças profissionais também muito relevantes, com contratações, demissões, transferências, promoções e uma nova dinâmica de produção de conteúdo, pensando nas especificidades e abrangência dos respectivos veículos. A seguir, J&Cia dá uma passada de olhos pelas principais mudanças ocorridas nas três praças.

Brasília – Na Capital Federal, a redação de Época, que era composta por sete profissionais, juntou-se ao Globo em 22/1, no prédio do Brasília Shopping, Torre I, 3º. Tornou-se uma só redação, a exemplo de Rio e São Paulo.

Com a mudança, Sérgio Fadul, que era chefe de Redação de O Globo, deixou a empresa na semana passada, e seu cargo foi extinto. Paulo Celso Pereira, que era coordenador de Política, passou a diretor da sucursal das duas publicações. Seu substituto ainda não foi indicado.

Luiz Alberto Weber, que ali chefiava a sucursal de Época, tornou-se coordenador de reportagens especiais para a revista e o jornal O Globo.

São Paulo – Na Capital paulista, até então sede de Época, as mudanças foram significativas com a decisão de transferir a redação para o Rio. Entre os que deixaram a revista e a empresa estão as editoras Marcela Buscato e Flávia Yuri Oshima; os designers Alexandre Lucas, Daniel Pastori, Aline Chica, Daniel Graf e Cristina Ayumi; o infografista Marco Vergotti; e o assistente de imagens (Editoria de Fotografia) Sidinei Lopes. Também saíram quatro revisoras.

Alexandre Lucas deixa a empresa depois de quase 27 anos. Em Época desde os números zero, era diretor de Design. A J&Cia disse ter sido sondado para se transferir para o Rio, chegou a ir para lá conhecer a proposta da redação integrada, mas preferiu investir com a esposa Renata Stessen, também designer (ex-Folha e Abril), na Laboota, empresa de produção de conteúdos e narrativas visuais para marcas, agências e áreas corporativas. “Analisamos essa possibilidade desde o ano passado”, informou Lucas. “Inclusive estivemos na Europa fazendo sondagens e a Renata já vinha realizando alguns trabalhos nesse sentido e começando a estruturar a empresa. A ideia é darmos partida ao negócio agora em fevereiro, assim que o site estiver pronto”. O contato dele é alexandrelucas@laboota.com.br.

Seguirão para o Rio, junto com a mudança da revista, a chefe de Revisão Araci dos Reis, o chefe de Produção Marco Antonio Rangel, e o editor de Fotografia André Sarmento, que para lá se transfere já na próxima semana, convidado a chefiar a fotografia da redação integrada.

A sucursal paulista da redação integrada Globo/Época será chefiada por Letícia Sander (vinda da Folha de S.Paulo), com o apoio de quatro coordenadores: Leandro Loyola (de especiais), Thiago Dantas (da manhã, abrindo a produção), Flávio Freire (de política) e Ronaldo D´Ercole (de economia).

Até a mudança física da revista para o Rio de Janeiro, a redação em São paulo segue sob o comando da diretora de Redação Daniela Pinheiro, com Plinio Fraga como editor-chefe.

Rio de Janeiro – No Rio, ainda há contratações em curso mas não serão divulgadas agora. A redação integrada ficou estruturada da mesma maneira que antes. Recebeu um reforço de peso, o editor executivo de especiais Diego Escosteguy, ex-editor chefe de Época, que chefiará uma equipe formada por profissionais das três cidades; e registrou a saída da repórter Samantha Lima, que trabalhava para a revista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *