4.3 C
Nova Iorque
terça-feira, fevereiro 27, 2024

Buy now

Mussum forévis: Juliano Barreto lança biografia sobre o “trapalhão”

Meme da internet, estampa de camisetas, unanimidade inclusive entre os que ainda nem eram nascidos no auge de seu sucesso. Antônio Carlos Bernardes Gomes, o “trapalhão” Mussum e sambista de primeira linha, é tema do primeiro livro de Juliano Barreto, editor de Esportes no portal MSN. O projeto de escrever Mussum forévis – Samba, mé e Trapalhões (Leya) nasceu em meados de 2011, e não poderia ter sido surgido em outro lugar que não fosse uma mesa de bar. “Eu trabalhava na Editora Abril e havia um boteco lá atrás”, conta Juliano. “Um dia, estava bebendo cerveja e conversando com um amigo, o Alexandre Versignassi, autor de Crash – Uma breve história da Economia, numa 6ª.feira depois do trabalho, dizendo que o livro dele era muito bom, sempre nos top 20 dos mais vendidos, e que ele tinha que fazer outro livro assim, popular. Sei lá, a biografia do Mussum. Ele retrucou: ‘Boa ideia. Por que você não apresenta esse projeto na editora?’. A ideia do livro era juntar várias histórias e fazer um condensado em alguns contos. Mas foram surgindo tantas coisas que acabou virando uma biografia de verdade. Do nascimento até a morte, e, depois, com a fama que ele conquistou na internet”. Surpresas não faltaram durante as pesquisas, como detalhes da vivência de Mussum num colégio interno e seu sucesso em Acapulco, no México, como conta Barreto: “Descobri muitas histórias que pouca gente ou ninguém sabe sobre o Antônio Carlos, a pessoa atrás do Mussum. Quando você conta a história de um cara rico, bem nascido, consegue, por exemplo, chegar à Itália, de onde veio o tataravô. Mas quando é uma pessoa pobre fica realmente muito mais difícil. Descobri que a infância dele foi muito pobre e complicada. Até a adolescência, ele estudou num colégio interno. Consegui alguns detalhes desse período e, depois, dos primeiros anos da carreira dele, no começo dos anos 1960. Ele fez uma viagem para o México em 1965. Fez sucesso em Acapulco anos antes do Chaves. Descobri muita coisa desse início. Por exemplo, que antes dos Originais do Samba ele tocou nos Sete Modernos. E esse conjunto teve uma história super-rica”. Mussum forévis – Samba, mé e Trapalhões está com lançamentos marcados no Rio de Janeiro e em São Paulo. No Rio – cidade natal do biografado –,será na próxima 2ª.feira (21/7), às 19h, na Livraria da Travessa do Shopping Leblon (av. Afrânio de Melo Franco, 290). Em São Paulo, Juliano autografa a obra na Livraria Cultura do Conjunto Nacional (av. Paulista, 2.073), na 4ª (23/7), às 18 horas.

Related Articles

22,043FãsCurtir
3,912SeguidoresSeguir
21,500InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese