Acordo de venda da Abril garante pagamento à vista a jornalistas demitidos

Os bancos credores aprovaram nesta semana a última etapa do processo de recuperação judicial da Abril ao aceitarem negociar com desconto de 92% suas dívidas com a Enforce, braço do BTG Pactual que dá suporte à empresa Legions na compra da editora.

Segundo apurou o Portal dos Jornalistas, isso tem impacto direto na vida das centenas de jornalistas demitidos no ano passado e que haviam ficado sem receber as verbas rescisórias, pois a Legions melhorou sua proposta para a categoria dias antes de fechar negócio com Bradesco, Itaú e Santander.

Como Elio Gaspari havia antecipado em sua coluna no mês passado, a Legions já havia se comprometido a atender no plano às centenas de jornalistas que ficaram sem receber após terem sido dispensados.

A empresa recebeu nesta semana respaldo financeiro do BTG Pactual e avisou que quitará as indenizações à vista e na íntegra para quase a totalidade dos demitidos pela editora. Isso ajudou a sensibilizar os bancos credores e a destravar a negociação. Outras duas empresas também eram candidatas a assumir a massa falida da Abril.

A Legions, que no ano passado tinha fechado acordo com a família Civita e já havia obtido a autorização do Cade, está liberada para assumir ainda neste mês a gestão da Abril.

Logo Prêmio Jatobá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *