28.3 C
Nova Iorque
sábado, setembro 18, 2021

Buy now

Veja BH começa a circular em 5 de maio

Está marcado para 5/5 o lançamento de Veja BH, que, como Veja São Paulo (lançada em 1985) e Veja Rio (1991), será uma revista semanal, encartada em Veja. Com tiragem de 70 mil exemplares distribuídos em Belo Horizonte e num raio de 200 km da capital mineira, abrangendo 66 municípios, seguirá a fórmula das outras duas Vejinhas: reportagens sobre o que a cidade oferece de melhor, seus assuntos mais relevantes e personagens de destaque, sem deixar de abordar problemas, com propostas de soluções; seções fixas, como As Boas Compras e outras equivalentes às de suas irmãs paulistana e carioca; além de colunas de serviço e crítica de bares, restaurantes, comidinhas, shows, teatro, cinema etc.. Ao contrário do que é feito em São Paulo e no Rio de Janeiro, as colunas de Bares e Restaurantes terão o mesmo tamanho, dada a grande importância dos bares e botecos na vida de Belo Horizonte.

E como acontece com Veja Rio, a redação de Veja BH funcionará na própria cidade. Ela começou a trabalhar nesta 2ª.feira (2/4) e até a próxima semana fica provisoriamente no Hotel Mercure; em seguida, mudará para o edifício Melmor, no bairro de Savassi. A nova Vejinha integra o grupo Veja Cidades, dirigido por Carlos Maranhão, onde também estão Veja São Paulo, Veja Rio e as edições regionais de Comer & Beber. Veja BH terá como diretor de Redação Alessandro Duarte, que foi editor-chefe de Veja Cidades (responsável por 18 edições regionais de Comer & Beber e vários especiais) e, antes, de Veja São Paulo. Ele chefiará uma equipe inteiramente recrutada em Belo Horizonte.

A redação terá 22 pessoas, sendo 20 jornalistas (de texto e arte). Já estão contratados: Ivana Moreira, editora-chefe; André Nigri, editor do Roteiro; Paola Carvalho, Daniela Nahaas, João Renato Faria, Rafael Rocha, Raíssa Pena, Isabella Grossi, Cedê Silva e Luísa Brasil, repórteres; Anderson Almeida, editor de Arte; e Enio Costa e Júnior Reis, designers. A experiência com edições regionais fora do eixo Rio-São Paulo das Vejinhas não é inédita. Entre 1990 e 1992, a Abril chegou a editar nove títulos: seis semanais (entre eles BH), dois quinzenais e um mensal. Estavam à frente desses projetos o então editor-executivo Laurentino Gomes (hoje dedicando-se à literatura, com a trilogia 1808, 1822 e 1889 – ver pág. 10) e o editor Caco de Paula, que continua na Abril, atualmente na função de publisher.

Ficaram apenas Veja São Paulo e Veja Rio e as demais foram descontinuadas. A Abril, no entanto, seguiu acreditando no potencial de BH, tanto assim que desde 1997 publica anualmente a edição Comer & Beber em Belo Horizonte. Os testes definitivos de mercado foram dois especiais recentes: 113 motivos para amar Beagá (dezembro de 2010) e As glórias e as caras da cidade (dezembro de 2011), ambas um sucesso de publicidade.

Como se sabe, as Vejinhas vivem exclusivamente dessa receita, e, apesar dessa limitação, Veja São Paulo, por exemplo, é a segunda maior revista da Abril em faturamento e margem, ficando atrás apenas de sua mãe, a Vejona. Na semana passada, o projeto foi apresentado ao mercado local, durante um café da manhã em Belo Horizonte. Nesta 4ª.feira (4/4), será anunciado para o mercado paulista, com um jantar mineiro preparado pela chef Bel Coelho no restaurante do Terraço Abril.

Related Articles

22,043FãsCurtir
2,942SeguidoresSeguir
18,400InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese