Mais de 40 entidades repudiam denúncia contra Glenn Greenwald

Glenn Greenwald

Mais de 40 entidades nacionais e internacionais enviaram uma carta aberta às autoridades brasileiras nesta sexta-feira (24/1) manifestando repúdio à recente denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra Glenn Greenwald.

Na carta, endereçada ao presidente Jair Bolsonaro e aos líderes das principais Casas Legislativas e instituições do Judiciário, as entidades afirmam que a denúncia contra Greenwald é o episódio mais recente de uma campanha extensa para desacreditar jornalistas que cobrem o tema da Operação Lava Jato. Segundo o documento, a ação do MPF prejudica não apenas a liberdade de imprensa, como também a liberdade de expressão e de participação democrática.

Entre as entidades brasileiras que assinam a carta aberta estão o Instituto Vladimir Herzog, a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e a ARTIGO 19. Entre as organizações internacionais que compõem a coalizão, estão o Committee to Protect Journalists, a Human Rights Watch e a Freedom of the Press Foundation. A ação foi coordenada pela Repórteres sem fronteiras.

Confira a íntegra do documento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *