Laura Greenhalgh deixa o Estadão

Laura Greenhalgh, que em maio de 2013 havia deixado a função de editora executiva do Estadão e passado a colunista (escrevia quinzenalmente para o Caderno 2) e repórter especial, reportando-se diretamente à editora-chefe Cida Damasco, saiu do jornal na semana passada, depois de dez anos na casa. Com especialização em criação de revistas na Stanford University (EUA), Laura começou nos anos 1970 como repórter da área de cultura do Jornal da Tarde. Editou e dirigiu revistas nas editoras Abril e Globo. Publicou, como colaboradora, em Playboy, Vogue, Marie Claire, Revista da Fapesp, entre outros títulos. Tem artigos publicados e reproduzidos na imprensa estrangeira. Por mais de cinco anos foi editora executiva de Época e passou por Veja. No Estadão, também criou e editou o caderno Aliás.