José Hamilton Ribeiro e Miriam Leitão empatam na liderança de todos os tempos

Os números falam por si: 4ª jornalista mais premiada em 2011, 1ª em 2012, 7ª em 2013 e 6ª nesta edição. Nesse ritmo era questão de tempo Miriam Leitão chegar à liderança dos mais premiados jornalistas brasileiros. E a conquista não poderia ser mais emblemática e honrosa, pois ela divide o posto com José Hamilton Ribeiro, líder em duas das três edições anteriores. Com os quatro prêmios conquistados em 2014: dois Comunique-se (da qual ela é recordista ao lado de Ricardo Boechat, com nove prêmios), um Troféu Mulher Imprensa e um Personalidade da Comunicação, Miriam somou mais 135 pontos, exatamente a diferença que a separava do topo do ranking, com 965 pontos. Fora do dia a dia das redações desde sua saída de Época, em setembro de 2013, mas na ativa com seu blog Desacontecimentos e envolvida em projetos literários, Eliane Brum completa o pódio na 3ª posição, com 885 pontos. Do 4º ao 10º lugar, poucas mudanças em relação ao ano passado. Caco Barcellos e Mauri König seguem na 4ª e 5ª posições, com 805 e 740 pontos, respectivamente. Com a conquista do Embratel/Claro (categoria Jornal), pela série 50 anos do Golpe Militar, João Antônio Barros ganhou uma posição e termina em 6º lugar, com 717,5 pontos. Em seguida aparecem Cid Martins (7º – 702,5 pontos), Carlos Wagner (8º – 660 pontos), Giovani Grizotti (9º – 647,5 pontos) e fechando os Top 10 um estreante: com os 205 pontos conquistados neste ano, Dimmi Amora saltou da 29ª posição em 2013 para a 10ª neste ano, com 560 pontos. O ranking segue ainda com Marcelo Canellas (11º – 557,5), Clóvis Rossi (12º – 550 pontos), Fernando Rodrigues (13º – 515 pontos), Gilberto Dimenstein (14º – 510 pontos), Humberto Trezzi e Mônica Bergamo (15º – 492,5 pontos), Nilson Mariano (17º –465 pontos), Juca Kfouri (18º – 412,5 pontos), Ricardo Boechat e Sérgio Ramalho (19º –402,5 pontos).   Veja quem são os 200 jornalistas mais premiados de todos os tempos