Marcelo Migliaccio

    0
    23015

    Marcelo Migliaccio nasceu no Rio de Janeiro (RJ), no dia 9 de agosto de 1963. É jornalista formado pela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro(UFRJ), em 1986. É filho do ator Flávio Migliaccio.
     
    Iniciou a carreira fazendo estágio na TV Educativa (RJ), entre 1985 e 1986. Foi redator e produtor da Rádio Nacional AM (RJ) e redator da Rádio Transamérica FM (DF), em 1987. No mesmo ano, entrou para o jornal Correio Braziliense (DF), onde fez a cobertura da Assembleia Nacional Constituinte até 1989. Em 1988, trabalhou também como repórter na sucursal brasiliense da Tribuna da Imprensa (RJ).
     
    Em 1990, entrou para o jornal O Dia (RJ), onde atuou como repórter de Geral. De lá foi para o jornal Folha de S. Paulo, para trabalhar como repórter e editor. Mudou para O Globo em 1994, como editor da Revista da Tevê, e lá ficou até o final de 1995.
     
    Entre 1996 e 1999, foi editor da revista Manchete (RJ). Voltou para São Paulo no ano 2000, para ser redator do Caderno 2 do jornal O Estado de S. Paulo. No ano seguinte, fez uma reentrée na Folha de S. Paulo, ficando ali até 2004, como repórter e editor.
     
    Dirigiu o documentário Paixão Rubra (42 min), sobre a torcida do América Football Club do Rio de Janeiro, entre 2005 e 2006. O filme foi exibido nos canais SporTV e PFC Internacional, da Globosat (RJ). Trabalhou, entre 2006 e 2011, no Jornal do Brasil (RJ), exercendo as funções de repórter, editor de Cidade e colunista do jornal impresso e de editor-chefe do jornal online.
     
    Atualmente, realiza um curta-metragem sobre o centenário do poeta e cronista Carlos Drummond de Andrade. De abril de 2009 a julho de 2011 editou no JB Online o blog Rio Acima, que foi pensado partir de uma coluna dominical publicada durante dois anos na versão impressa do JB. Hoje mantém o blog no http://rioacima1.blogspot.com/.
     
    Em 2013 lançou o documentário O Outro Lado da Bola, produzido pela MCE Produções.
     
    Torce para o Fluminense, mas adora o América e o São Cristóvão. Detesta, porém, automobilismo.
     
     
    Atualizado em agosto/2013 – Portal dos Jornalistas
     
    Fontes:
    Informações fornecidas pelo jornalista