Editores adjuntos de jornal russo acusam Kremlin de interferência e pedem demissão

A equipe de editores-adjuntos do jornal Vedomosti, um dos principais da Rússia, pediu demissão nessa segunda-feira (15/6) em protesto ao anúncio de Andrei Chmarov como novo editor-chefe, que até então ocupava o cargo interinamente. Ele já havia provocado uma série de polêmicas com atitudes favoráveis ao governo de Vladimir Putin. Os jornalistas que pediram demissão acusaram o Kremlin de interferir na linha editorial do jornal.

Deixaram a publicação os editores adjuntos Boris Safronov, Philip Sterkin, Kirill Kharatian, Dmitri Simakov e Alexander Gubski. O Vedomosti (notícias, em russo) foi criado por um grupo que editava o hoje apenas digital The Moscow Times, em parceria com o jornal britânico Financial Times e o americano Wall Street Journal. É uma publicação de viés liberal, que aborda temas como economia, negócios e política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *