Cláudia Collucci vai a Moçambique dar capacitação em jornalismo de saúde

Cláudia Collucci

A repórter especial da Folha de S.Paulo Cláudia Collucci (claudia.collucci@grupofolha.com.br) seguiu para Moçambique no sábado (14/10), a convite da Irex, organização sem fins lucrativos que, em parceria com a Usaid, desenvolve o Programa para fortalecimento da mídia em Moçambique, de capacitação e formação profissional e institucional. Durante seis semanas, ela vai dar aulas e fazer consultorias e mentorias, individuais e coletivas, em jornalismo de saúde, com foco em questões ligadas a HIV, segurança alimentar, planejamento familiar, saúde materno-infantil, saúde sexual e reprodutiva. “O objetivo é encorajar a produção de mais reportagens sobre questões de saúde pública. Nesse período, tirarei uma licença do meu trabalho na Folha”.

Com mestrado em História da Ciência e pós-graduação em Gestão em Saúde pela FGV, Cláudia começou há 31 anos em Ribeiro Preto, no interior de São Paulo, tendo passado Diário de Ribeirão Preto, EPTV Ribeirão e Jornal de Ribeirão. Em 1990, ingressou no caderno regional da Folha (Folha Nordeste/Folha Ribeirão) e há 20 anos está em São Paulo, onde foi repórter e pauteira do caderno Cotidiano e editora adjunta de Treinamento. “Nos últimos 15 anos, me dedico especialmente ao jornalismo de saúde. Além de repórter especial da Folha, tenho uma coluna semanal sobre saúde, onde discuto diversas temáticas dos setores público e privado”.

Nesse período, fez dois fellowships nos Estados Unidos (Knight Wallace University of Michigan e Georgetown University), onde estudou conflitos de interesses entre médicos, jornalistas e indústria da saúde, além do impacto das novas tecnologias em saúde nos países em desenvolvimento. Tem dois livros publicados na área da reprodução humana e um capítulo em livro sobre método científico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *