21.7 C
Nova Iorque
terça-feira, julho 23, 2024

Buy now

O ?Carandiru literário? de Mona Dorf

Profissional há mais de 30 anos, boa parte deles dedicados ao jornalismo sobre Literatura, Mona Dorf comanda, com a colaboração de Thiago Mioni, o projeto Encontro com Autores e Ideias. Patrocinados pelo Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo (Proac), os encontros vêm reunindo, ao longo deste ano, público e autores em bate-papos na Biblioteca de São Paulo, onde funcionava o presidio do Carandiru. Em entrevista ao Portal dos Jornalistas, ela – que recentemente se desligou da rádio Eldorado, onde desde 2007 apresentava as pílulas Letras&Leituras – conta mais sobre o projeto, a carreira e a dificuldade de manter no ar um programa sobre Literatura. Confira: Portal dos Jornalistas – Como nasceu o projeto Encontro com Autores e Ideias? Mona Dorf – Eu vinha sendo convidada para mediar debates e encontros [sobre Literatura], até que descobri que estava aberto um edital do Proac de incentivo à leitura, saraus literários e bibliotecas, e resolvi concorrer. Estava acostumada a fazer bate-papos com autores, mas decidi estruturar o projeto de forma diferente, ressaltando o gênero em que esse autor é mais forte. Por exemplo, o Carrascoza é mais contista do que romancista, então o convidamos para falar sobre conto. Já o Humberto Werneck é mais conhecido pelas crônicas do que pelos outros livros… Na verdade, o gênero é um pretexto para abordar a obra do autor e se aprofundar um pouco na literatura dele. Outra ideia que me agrada é a do formato interativo e participativo da plateia, que fica livre para perguntar a qualquer momento do bate-papo. Não é aquela coisa fechada, com um tempo determinado para perguntas e respostas no fim da exposição. Portal dos Jornalistas – Este é o primeiro ano do projeto, que segue até outubro. Há perspectivas de que seja continuado ano que vem? Mona Dorf – Claro que eu tenho interesse em levar o projeto para outros lugares, outras cidades, inclusive já houve contato para isso. Mas esse projeto é fechado em dez meses, até porque o dinheiro só dá pra isso! E já fizemos bastante coisa: além do encontro em si, tem o site no qual os vídeos dos eventos e de outros momentos importantes de minha carreira estão disponíveis. Eu resolvi fazê-lo como agregador de vários conteúdos literários meus. Fizemos um conteúdo a mais do que estava no edital, e é um arquivo perene. Se o projeto acabar, ele vai continuar na internet. É um ponto de encontro permanente. Portal dos Jornalistas – A escolha dos protagonistas foi sua mesmo? Como chegou a esses nomes? Mona Dorf – A curadoria foi minha. Desde 2007, quando iniciei o Letras & Leituras, tenho ido a feiras literárias, convivendo e ouvindo esses autores. O foco é sempre o estímulo à literatura brasileira. Eu tenho um livro chamada Autores e Ideias (lançado pela Benvirá), que também reproduziu minhas entrevistas antigas do Letras & Leituras. No programa, durante dois anos, fiz quase 500 entrevistas. Então, estou muito por dentro do assunto e, ao mesmo tempo, percebo que as pessoas desconhecem literatura brasileira. Portal dos Jornalistas – Qual é a principal contrapartida desse projeto para o público? Mona Dorf – O objetivo é justamente facilitar para que as pessoas se interessem mais por literatura brasileira. Quando se faz um encontro – numa biblioteca que fica na Zona Norte [de São Paulo], onde ficava o Carandiru –, ele é filmado, vai para a web e redes sociais, ajuda a difundir o tema. Os autores sempre me falam que a internet é uma ferramenta incrível para a divulgação da literatura brasileira. O projeto não é uma coisa restrita às pessoas que comparecem fisicamente. Portal dos Jornalistas – E como tem sido a receptividade do público que vai aos eventos? Mona Dorf – Muito boa! Temos lotado o auditório, embora seja em uma biblioteca que poucas pessoas conhecem e que é distante do centro. Mas o mais curioso é que as pessoas me pedem para incluir autores, dão sugestões de quem poderia estar lá para um bate-papo também, às vezes querem apresentar seus próprios livros. E eu explico que, por enquanto, é um projeto fechado, mas que estamos abertos a novas parcerias. A gente está dando o primeiro passinho para que a coisa aconteça. Portal dos Jornalistas – Sobre sua saída da rádio Eldorado, a que atribui essa dificuldade em encontrar patrocinadores para um programa de cunho literário em rádio, ainda que em formato reduzido? Mona Dorf – É difícil falar, até porque nem eu entendo direito. Lamento muito. Acho que há muita competição entre os meios, rádio, rádios em internet… O departamento comercial teve muita dificuldade em vender. Houve anos em que eu fiquei como parceira, sem ganhar nada, porque foi um projeto que levei e eles me aceitaram. Só posso atribuir à enorme quantidade de veículos, a uma crise na imprensa, porque é um produto que as pessoas adoram, comentam… As pílulas faziam tão ou mais sucesso do que o programa quando era em formato talk show literário. Mas acho que há outras possibilidades, como a de fazer o próprio Letras & Leituras via internet ou mesmo filmado. Eu sou produtora de conteúdo, tenho muitos projetos na cabeça. E se não rolou esse agora, daqui a pouco aparece outra coisa. Acho uma pena por acontecer em um período em que o Brasil é tão valorizado por sua literatura lá fora (em Bologna, Londres, Paris).   SERVIÇO Encontro com Autores e Ideias, por Mona Dorf   Próximo evento: 27/4 (sábado) Horário: 11 horas Local: Biblioteca de São Paulo (av. Cruzeiro do Sul, 2640) Convidado: João Anzanello Carrascoza, sobre Conto Mais informações em http://autoreseideias.wordpress.com

Related Articles

22,043FãsCurtir
3,912SeguidoresSeguir
21,900InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese