28.3 C
Nova Iorque
sábado, setembro 18, 2021

Buy now

O adeus a Carmem Santos

Faleceu na última 6ª.feira, 25/10, aos 44 anos, no Hospital Samaritano, onde estava internada, Carmem Santos, colega que atuou por 20 anos na Record (praticamente seu único emprego). Desempregada, desde que deixou a emissora, meses atrás, Carmem convivia com sequelas de um acidente ocorrido dois anos antes, num passeio de balão, em Boituva, interior de São Paulo, na comemoração de 23 anos de casamento. Houve mortes, mas Carmen e o marido se salvaram, ele ileso e ela com traumatismos diversos, que a fizeram ficar em coma por cerca de 25 dias e mais de um ano em tratamento médico, impedida de trabalhar. Quando teve alta e retornou ao trabalho, já não tinha as mesmas condições físicas e convivia permanentemente com fortes dores de cabeça. Na Record, ela deixou o link (entrada ao vivo de matérias de outras praças) e passou a realizar trabalhos mais leves, mas ainda assim acabou afastada novamente em decorrência dos problemas que enfrentava. Teve um segundo acidente de graves proporções, no dia em que regressaria ao trabalho, caindo nos trilhos do metrô, salvando-se, como dizem vários amigos, por milagre, não sem outros ferimentos. Mesmo adoentada e sem condições físicas ideais, teve alta e voltou à Record. Dada como apta para o trabalho pelo INSS, não conseguiu se manter no emprego pelos inúmeros problemas que enfrentava. Internada recentemente no Hospital Samaritano em decorrência das fortes dores de cabeça que a perseguiam, veio a falecer no dia do seu aniversário e às vésperas de ter nova alta. Deixou o marido Claudio e um casal de filhos. O velório reuniu mais de 150 pessoas, entre familiares, amigos e colegas de trabalho de várias emissoras, com quem ela conviveu nas duas décadas em que atuou pela Record. Foi sepultada no Mausoléu do Sindicato dos Jornalistas, localizado no Cemitério São Paulo, em Pinheiros.

Related Articles

22,043FãsCurtir
2,942SeguidoresSeguir
18,400InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese