Wladimir Miranda e O artilheiro indomável

Acaba de chegar ao mercado o livro O artilheiro indomável – As incríveis histórias de Serginho Chulapa (Publisher Brasil), que traz a história do jogador que marcou passagens em clubes como São Paulo e Santos. De autoria de Wladimir Miranda, do Diário do Comércio, a obra traz, entre outros, os depoimentos de Pelé, Sócrates e Zico, além de desafetos do ex-jogador, como Edinho, ex-zagueiro e companheiro de Chulapa na seleção brasileira de 1982, e Emerson Leão.

“Quando fui falar com ele sobre o projeto do livro, topou na hora e me deu liberdade total para contar tudo. Nesse livro, ele expõe todas suas vísceras e foge um pouco da vala comum da maior parte das biografias de jogadores, que só buscam o que é interessante para o biografado”, conta o autor, que afirma ter tido liberdade total para contar as polêmicas do jogador dentro e fora de campo.

Portal dos Jornalistas – Mesmo com a liberdade dada pelo Serginho para que tudo fosse contado, houve durante a finalização ou pesquisa da obra algum ponto que causou divergência? Tudo foi realmente contado?

Wladimir Miranda – Entrevistei todas as pessoas que eu quis entrevistar, o Serginho não interferiu em nenhum momento. Evidente que eu poderia ter falado com mais pessoas, mas escolhi um caminho e segui por ele. O meu objetivo era traçar um perfil psicológico do Serginho. Penso que consegui. O Serginho, como jogador e pessoa, sempre me chamou atenção. Escrevi  na introdução do livro e repito aqui: o comportamento do Serginho dentro e fora de campo sempre me chamou a atenção. Eu ainda nem era jornalista e já pensava sobre quais os motivos que levavam o Serginho a agir da maneira como ele sempre agiu. Pensava: como um jogador como o Serginho, assim tão temperamental e com tantos problemas pode jogar no São Paulo? Logo o São Paulo, um clube bem organizado, que sempre deu toda a retaguarda psicológica aos seus jogadores. Então, resolvi escrever a biografia dele. E para descobrir a origem da instabilidade emocional do artilheiro, decidi começar a biografia pela família dele. Foi aí que descobri que o pai do Serginho, “seu” Otávio, já falecido, era extremamente violento e batia muito nos filhos. Serginho sofreu muito com a violência do pai. No livro há um depoimento de um psicólogo, que diz que a violência do pai deixou marcas profundas no Serginho Chulapa.

PJ – Quanto tempo você trabalhou no livro?

Wladimir – O Serginho é uma pessoa que não costuma obedecer a horários e compromissos e me deixou na mão muitas vezes. Por causa desta instabilidade e descumprimento de compromissos marcados eu parei de escrever o livro algumas vezes. Comecei em 2003, mas fiquei sem mexer no livro durante 4 anos. Mesmo depois eu deixei de tocar a obra várias vezes. Foi uma biografia complicada, principalmente, repito, por causa da personalidade difícil do Serginho. E isto que estou falando aqui o Serginho também sabe. E ele concorda que é um sujeito difícil. Tem virtudes e defeitos como todos nós. Mas é uma criatura de ótimo caráter, sempre disposto a ajudar os mais necessitados. E este aspecto dele está bem ressaltado no livro.

PJ – Quem você acredita ter sido mais retratado na obra, o atleta ou a pessoa polêmica de Serginho?

Wladimir – Não tenho nenhuma dúvida de que retratei mais a pessoa do que o profissional. E é por isto que este é um livro diferente de todos que tem jogadores de futebol ou ex-jogadores como personagens. O Serginho jogador muitos conhecem, o interessante era mostrar o Serginho pessoa. E isto penso que consegui.

PJ – Das histórias que o leitor vai encontrar, qual você considera a mais interessante? Por quê?

Wladimir – Olha, tem muitas histórias interessantes no livro. Histórias de relacionamentos desfeitos, brigas com ex-jogadores, o relacionamento do Serginho com árbitros de futebol. Tem até histórias de relacionamento do Serginho com prostitutas. Ele chegou a morar com duas delas e amou muito uma delas. Mas o relato do Gilvan Ribeiro, repórter agredido pelo Serginho é emocionante e tenso. Ao ler o livro o leitor vai encontrar histórias engraçadas, tristes, enfim, tem histórias para todos os gostos. A história da vida do Serginho é muito rica.

PJ – Qual dos depoimentos te chamou mais atenção?

Wladimir – Os depoimentos do Pelé, do Zico e do Sócrates. Todos eles traçaram um perfil interessante do biografado.

PJ – O Serginho participou da edição desse livro em algum momento?

Wladimir – Não. Ele não interferiu. Não faz parte da personalidade dele.

PJ – Qual foi à reação final dele ao ver o livro pronto?

Wladimir – A reação foi de muita alegria. Demonstrou o seu contentamento no dia do lançamento do livro. E o mais importante é que ele sempre confiou no meu trabalho e no início da obra ficou combinado que falaria com quem eu quisesse sobre a vida dele.

* O artilheiro indomável – As incríveis histórias de Serginho Chulapa chega ao mercado com preço de R$ 27 e pode ser adquirido também pelo site da Publisher Brasil.