Roberto Gazzi deixa o Grupo Estado e passa a consultor da empresa

Roberto Gazzi deixou em 15/1 suas funções executivas no Grupo Estado, onde estava há 25 anos, desde 2011 como diretor de Desenvolvimento Editorial, e passa a consultor da empresa em áreas nas quais já atuava, como Curso Estado de Jornalismo (mais conhecido como Focas do Estadão), acervo, renovação do portal e projetos especiais, principalmente em educação. “Saio absolutamente feliz com o resultado do meu trabalho, do qual destaco a reforma de 2010, que tornou o jornal mais analítico, prospectivo e amigável, e do portal Estadão.com, além do lançamento da plataforma mobile, no ano passado, que já recebeu diversos prêmios”. Gazzi, que vai tirar duas semanas de folga antes de iniciar sua nova atividade, diz que agora, sem as tarefas diárias da Redação, poderá aceitar convites que antes recusou por falta de tempo, como para dar aulas e fazer palestras, além de consultorias para outras organizações: “Também poderei dar continuidade a um livro de contos que comecei há tempos e concretizar a ideia, igualmente já antiga, de escrever outro sobre um ícone do sistema de ensino em São Paulo, o Colégio Vocacional, no qual fiz o ginásio, que foi fechado pela ditadura em 1969”. Nascido no Paraná, Gazzi formou-se em Jornalismo pela Umesp, de São Bernardo do Campo, e fez especialização em Gestão Estratégica e de Marcas no IICS. Começou em 1979 no extinto Jornal da República, de onde seguiu para o Diário do Grande ABC e para a Folha de S.Paulo, onde chegou a sub de Política. Entrou no Estadão em 1990, como editor de Geral, depois criou o caderno Cidades (atual Metrópole), que dirigiu por oito anos, e posteriormente foi editor executivo, editor-chefe adjunto e editor-chefe.