30.8 C
Nova Iorque
sexta-feira, junho 21, 2024

Buy now

.MAP anuncia novidades para o Índice de Impacto e Perspectiva

A .MAP, empresa de análise de imagem e mercados do Grupo In Press, acaba de completar um ano e meio de vida, já com dez clientes, e duas novidades: comunica ao mercado que, a partir do quinto ano de contrato, passará a ser de livre uso dos clientes o Índice de Impacto e Perspectiva (IP), usado como referência para medir o retorno das ações de relações públicas e resultados nos mercados. Ou seja, o cliente não precisará contratar a .MAP para usar seu sistema e índice. Haverá um contrato para o acesso e a .MAP prestará serviços exclusivamente de atualização de tecnologia e  consultoria em análise. Ela informa também ter lançado o IP Brasil, cujo cliente é a sociedade brasileira, inteiramente bancado pelos sócios da .MAP e do Grupo In Press, com Marilia Stabile e equipe, Kiki Moretti e Hugo Godinho à frente. O novo recorte do índice é um termômetro do que pensa a sociedade brasileira sobre a agenda nacional, com foco nos temas da economia, política e bem-estar. Semanalmente, um grupo de analistas da comunicação – entre jornalistas, publicitários e relações públicas –, além de economistas e cientistas políticos, consolidam as análises diárias sobre o que falam formadores de opinião na imprensa e o público em geral e influenciadores, nas redes sociais. Soma um total de 300 artigos pesquisados e noticiário de tevê e internet, cuja audiência potencial atinge a 40 milhões de consumidores de informação, e 1,2 milhão de posts. A opinião do público sobre os temas mais comentados é associada às informações econômicas. O cruzamento entre fatos econômicos e as percepções permite traçar perspectivas de comportamento futuro do público, e, portanto, tendências de consumo, dos mercados e posições sobre o ambiente político. O projeto foi abraçado pelo Valor Econômico. O IP Brasil passou a ser divulgado pelo jornal já neste mês de outubro, e semanalmente aos assinantes do Valor Pro. Marilia Stabile, diretora geral e sócia da .MAP, e o professor Heron do Carmo, da FEA e da FIPE/USP, são os responsáveis técnicos e lideraram a equipe que criou o IP Brasil – que contou com a participação de Claudio Bruno, Ane Capuchinho, Giovanna Masullo, Christina Carvalho e Lucca Paronetti. A equipe de Heron do Carmo tem ainda o economista e pesquisador da FIPE/USP Jackson Rosalino e o estagiário Thiago Silva no levantamento e organização do banco de dados. Marilia conta que o projeto do IP Brasil “é parte de conversas que mantém há oito anos com o amigo e consultor da MAP Heron ” – resultado de uma convivência que começou em 1984 e se intensificou em 1989, quando era editora de Nacional da Gazeta Mercantil.

Related Articles

22,043FãsCurtir
3,912SeguidoresSeguir
21,800InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese