Jornalistas&Cia celebra Dia da Imprensa com novo projeto gráfico

Objetivo é oferecer uma leitura mais organizada, leve e prazerosa em qualquer plataforma

 

Novo visual do Jornalistas&Cia

Jornalistas&Cia está de cara nova e espírito renovado. Fez uma aposta num visual leve e moderno, numa segmentação geográfica melhor organizada, em mais elementos visuais (fotos e ilustrações), numa tipologia mais agradável aos olhos e adotou o consagrado formato revista (21 x 28 cm) para agilizar e tornar mais prática a leitura de suas notas.

“Ele continua um veículo que tem como base a plataforma impressa, gerado em pdf, mas ganha um toque de modernidade que o torna mais amigável e contemporâneo, sem perder a essência”, diz Eduardo Ribeiro, diretor da newsletter. Segundo ele, “muitos leitores já vinham sugerindo mudanças, mas decidimos esperar o momento oportuno para isso. Começamos a estudar as mudanças em fevereiro, sob a orientação do designer Nélson Graubart, da OnArt, e pelas mãos do mesmo Paulo Sant’Ana que está na estrada, ao nosso lado, desde a primeira edição. Em verdade, desde as edições zero, lançadas em setembro de 1995”.

Para o editor executivo Wilson Baroncelli, o pdf ainda é o suporte ideal para o tipo de conteúdo que J&Cia veicula, pois permite uma visão do todo: “Afinal, temos a média de cem notas por edição. Embora não seja totalmente compatível com o mobile, as mudanças facilitarão muito a leitura nessa plataforma”.

Eduardo lembra que os estudos foram apresentados a profissionais de várias gerações para críticas e sugestões: “Testamos as mudanças antes de nos decidirmos por elas. Adotamos o que foi consensual e usamos os vários feedbacks para fazer ajustes no projeto”.

Nesses quase 22 anos de história, J&Cia passou, segundo Ribeiro, por ajustes pontuais, acompanhando basicamente as demandas do conteúdo: “Novas seções, blocagem horizontal das colunas para propiciar leitura na tela do computador sem subir e descer o cursor, ilustrações e fotos e coisas do gênero. As ‘transgressões’ ficaram sempre reservadas para as edições especiais, quando, aí sim, usávamos e abusávamos de cores, vinhetas, molduras, efeitos especiais para chegar a uma edição diferenciada. Creio que nossa maior aposta tenha sido a da edição de aniversário de 21 anos, com o uso de quadrinhos para contar a nossa história. Foi marcante. Desde então nos preparamos para a mudança que agora apresentamos ao mercado com a presente edição”.

 

Com a palavra, os artistas

 

Dois profissionais que fazem parte da história de J&Cia, um que o diagrama desde a edição zero – Paulo Sant’Ana (pr-santana@uol.com.br) – e outro que o acompanha e nos aconselha desde o princípio – Nelson Graubart (nelson@onart.com.br). Eles estudaram e propuseram as mudanças que chegam agora com este novo projeto gráfico da newsletter.

Graubart, designer da escola de Alexandre Vollner, um dos principais nomes do moderno design brasileiro, e que trabalhou para grandes organizações como Villares e Grupo Abril, entre outros, foi o responsável pela concepção do novo projeto. Diz ele sobre o trabalho:

“Apesar de ser uma publicação distribuída digitalmente, Jornalistas&Cia é diagramado como uma publicação impressa. Convidados a ‘revitalizar’ o seu projeto gráfico, já tínhamos uma percepção daquilo que deveria ser trabalhado, mas mesmo assim fizemos uma pequena pesquisa junto a alguns leitores para identificar outras leituras.

A primeira intervenção que propusemos foi a valorização do logotipo. Agora, redesenhado e no topo da primeira página, com uma variação da mesma fonte dos títulos, ganhou cor e importância.

Na mancha editorial, fomos em busca de maior leveza visual, respiro e fluência na leitura, utilizando uma fonte leve e entrelinhas maiores. Em algumas situações, sem alinhamento à direita, reduzindo muito a hifenização de palavras.

Como o fechamento de cada edição se dá sempre em prazo muito curto, a diagramação deve ser simples e de fácil adequação às notícias e notas de última hora. Mantivemos as soluções de duas e quatro colunas e criamos a situação de três colunas, possibilitando a hierarquização das notícias.

Adotamos o uso de tarjas laterais e cores para identificar as regiões geográficas e pretendemos, aos poucos, crescer o número de fotos e imagens em cada edição.”

Sant’Ana, autor do projeto gráfico original e executor do atual, tem há anos seu próprio estúdio e faz seu trabalho no J&Cia quase que por música, tal a afinidade e afinação com o projeto e a equipe. Sobre o novo ciclo, que começa a viver, diz: “Todas as mudanças foram feitas pensando em ajudar o leitor. E também, obviamente, em conseguir equilíbrio entre a grande massa de informações e o tempo curto para a diagramação e finalização. Mas chegamos a uma fórmula que nos deixou muito felizes e confiantes, com muita coisa nova, a começar pelo formato, passando por cores, tipologia, logomarca, vinhetas de regiões para facilitar a organização e leitura, entre outras. Sou suspeito para falar, pois são quase 22 anos cuidando desta publicação e me orgulho muito por fazer parte desta história”.

Espero que esse novo visual inaugure no mínimo mais 22 anos de sucesso!”

 

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *