A Copa no Portal dos Jornalistas ? I

O Portal dos Jornalistas preparou para a Copa do Mundo no Brasil um escrete especial. Temos no ar os perfis de 781 profissionais da área de esportes, com suas histórias, trajetórias no jornalismo, exemplos de determinação e superação, e, lógico, com seus bordões. Acompanhamos a movimentação da imprensa na cobertura dos jogos e preparamos uma sequência de matérias sobre os profissionais que levam ao País a narração, os comentários e as análises sobre os fatos que se desenrolam fora das arenas. Nesta primeira edição, vamos ao placar: daqueles 781 profissionais perfilados no Portal dos Jornalistas, 114 integram o time feminino. Pela ordem alfabética, a lista começa com Abel Neto, jornalista da TV Globo, primeiro nome não apenas do time do jornalismo esportivo, mas também do rol geral do Portal dos jornalistas. Nesta Copa do Mundo, Abel acompanha a seleção brasileira em hotéis, treinos e traz a escalação. Busca as previsões de Luiz Felipe Scolari, o técnico Felipão, para o jogo que está para acontecer, os comentários do coordenador técnico Carlos Alberto Parreira sobre o desempenho dos atletas, a saída e chegada do ônibus da seleção para o campo da vez, e informa até quem comeu o quê na refeição anterior. As 114 mulheres perfiladas são boas de bola, isso só para falar das quatro cujos nomes estão na letra “A” do Portal. Vejam vocês: Adriana Saldanha, da ESPN Brasil, por exemplo, recebeu em maio de 2010 a premiação da ESPN internacional, em Bristol (EUA), como diretora geral do documentário Caravana do Esporte e da Música pela contribuição social da caravana a crianças e jovens brasileiros. Foi a primeira profissional brasileira a receber o Team ESPN Voluntears. Há 13 anos na ESPN Brasil, Adriana já atuou como repórter, apresentadora e editora-chefe do Núcleo de Esportes Radicais e também do programa Loucos por Futebol. Alice Bastos Neves é repórter da RBS TV e apresentadora da edição gaúcha do Globo Esporte desde 2011. Na cobertura da Copa do Mundo no Brasil entra ao vivo mostrando a movimentação da torcida, os comentários dos torcedores sobre o desempenho dos jogadores e jogadas. Lances emocionantes que ela respalda com a trajetória de cada atleta. Aline Bordalo é repórter de Esportes da TV Bandeirantes, passou por SBT, Globo e Verdes Mares. Escreveu um livro sobre o futebol carioca infantil: O quero-quero artilheiro (Daudt Editora, 2012), inspirado nos bastidores do futebol carioca e no pássaro que constrói seus ninhos em estádios de futebol. Amanda Romanelli está no Esporte de O Estado de S. Paulo e no portal estadão.com. Comanda também o blog Na pista e no campo. Na opinião dela, o jornalismo esportivo é “feito de opções: é necessário escolher quem cobrir, quais atletas e clubes, e saber onde encontrar material”. Das 114, 43 estão em São Paulo, 23 em Minas, 15 no Rio e as demais em Bahia, Ceará, Santa Catarina, Espírito Santo, Paraná, Rio Grande do Sul e no Planalto Central. Na Capital Federal, Ananda Rope editora e responsável pelos textos da Revista Paralímpico, do Comitê Paralímpico Brasileiro, passou pelos jornais O Dia e Correio Braziliense, nas editorias de Esporte, Política e Economia.   Leia mais + A Copa no Portal dos Jornalistas – II + A Copa no Portal dos Jornalistas – III