Acordo define redução de 25% em salários e jornadas para jornalistas da Folha

Após aprovação em assembleia virtual deliberativa em 23/5, entrará em vigor na próxima segunda-feira (1º/6) o plano de redução de salários e jornadas dos jornalistas da Folha de S.Paulo, em decorrência dos impactos financeiros causados pela pandemia da Covid-19.

Segundo o acordo, que se estenderá até 31/8, os jornalistas sofrerão redução proporcional de jornada e salário em até 25%. Dentre as contrapartidas, a empresa garantiu a manutenção dos empregos dos signatários até o final do ano. A redução não afetará os valores referentes a férias e 13º salário, ou os salários de profissionais em licença-maternidade.

Apesar terem aprovado o acordo, os profissionais divulgaram nota em que criticam a “posição pouco conciliadora adotada pela empresa durante o processo de negociação”.

Confira a nota na íntegra:

“No último dia 23, em assembleia interestadual, os jornalistas dos jornais Folha de S.Paulo e Agora aprovaram, por maioria, a proposta da empresa de corte de 25% de jornada e salários enviada no dia anterior.

Registramos, no entanto, que discordamos de maneira coletiva da posição pouco conciliadora adotada pela empresa durante o processo de negociação.

Destacamos que foi formado um grupo de funcionários e membros do sindicato para acompanhar a implantação do corte de jornada da equipe, zelando por práticas justas.

Manteremos o espírito crítico e plural com que fazemos da Folha o que ela é.

A Redação”

1 comment

Get RSS Feed

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *