21.7 C
Nova Iorque
terça-feira, julho 23, 2024

Buy now

?A morte dos jornais impressos está longe de ser um fato?

Por Cristina Panella, da Attitude | Marketing Institucional, Inovação e Qualidade, especial para Portal dos Jornalistas Quando se trata de pesquisa, analistas mais apressados, normalmente com interesse em ler o dado segundo sua perspectiva, sempre surgem. Outros, contrários aos resultados obtidos (e não às análises que pouco aparecem nessa hora), acabam por desqualificar a pesquisa e, em consequência, jogar o bebê com a água do banho. A Secom oferece à sociedade a oportunidade de refletir sobre informações muito valiosas – basta lembrar que nem em pesquisas eleitorais se trabalha com uma amostra tão grande, o que nos permite ter a certeza da cobertura regional poucas vezes praticada no Brasil pelo seu custo. Em seguida, a lisura da pesquisa conduzida pelo Ibope é incontestável. No entanto, observam-se algumas ausências que poderiam tornar os dados ainda mais interessantes, como, por exemplo, a inexistência de perguntas que separem informação de divertimento nos diversos meios ou o aprofundamento do comportamento dos brasileiros nos finais de semana. Enfim, no material publicado, uma leitura que tivesse por base as diferenças entre as classes sociais seguramente colocaria em evidência o papel dos jornais como “formadores dos formadores de opinião” – posição essa fundada sobre a credibilidade, atributo exclusivo dos jornais, como já demonstrado em outras pesquisas que tive a ocasião de conduzir sobre esse mesmo tema. A morte dos jornais impressos, tida como tendência inelutável pela grande maioria das pessoas, ainda está longe de ser um fato. Em minha opinião, caminhamos para maior qualificação do público leitor, o que não impede a constatação de que o modelo de negócios do impresso deva ser remodelado.   Leia mais   + Brasileiro passa muito tempo na internet mas tem mais confiança nos jornais + StartupMediaBrasil na Campus Party Brasil: calor no ambiente e nos debates + Marcello Moraes: “Plataformas digitais acabaram com limitações geográficas” 

Related Articles

22,043FãsCurtir
3,912SeguidoresSeguir
21,900InscritosInscrever

Últimas notícias

pt_BRPortuguese