Confira o futuro da revista Exame

Foram grandes a surpresa e a ansiedade que se espraiaram pela redação da revista Exame com a informação divulgada por Vanessa Adachi, do Valor Econômico, em 24/3, de que a publicação estaria sendo comprada pelo BTGPactual. Procurado, o banco, por sua assessoria, informou que não se pronunciaria sobre o tema, posição que se mantinha inalterada até o fechamento desta edição.

Escaldada pelos constantes boatos sobre o futuro da revista, a redação viu que desta vez o assunto vai além dos rumores, sobretudo pela fonte da informação. 

A ansiedade e o nervosismo só diminuíram na segunda-feira (25/3), depois de uma reunião entre o diretor de Redação André Lahoz e Fábio Carvalho, novo controlador da Abril e, por extensão, da Exame. André convocou a equipe e reportou a conversa, respondendo também a perguntas. No geral, houve, segundo apurou este J&Cia, uma mensagem tranquilizadora de Fábio, ótimas impressões sobre o próprio e suas intenções para com a Abril, e também de sua disposição de dar uma solução para a questão das pendências trabalhistas e com frilas.

Sobre a venda propriamente dita para o BTGPactual, que seria um desejo de seu presidente e futuro maior credor da Abril, André Esteves, há uma questão legal que deixa a transação em aberto: o processo não pode ser de venda direta; tem de passar por um leilão, por imposição da lei da recuperação judicial.

Soma-se a essas informações uma outra, a de que o Fábio Carvalho deve assumir a Abril em poucas semanas, tendo em vista que estão sendo finalizados os últimos detalhes de contratos que envolvem o negócio, como a transferência para a Enforce, empresa controlada pelo BTG, da dívida dela com o trio de bancos Itaú, Bradesco e Santander.

A propósito, a 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Estado de São Paulo marcou para 17/4 nova assembleia de credores para aprovar ou não o plano de recuperação judicial da Abril: será às 13h, no Clube Homs (av. Paulista, 735), na capital paulista, com cadastramento no local a partir das 10 horas. Se não houver quórum, a segunda convocação será no dia 24. A 2ª Vara, inclusive, publicou em 19/3 a segunda lista de credores da Abril.

Segundo o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, em tese, a listagem organizada pela Deloitte, consultoria que administra a recuperação, deve trazer a correção de valores nos quais os demitidos em massa pela editora apontaram divergências. (Veja +)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *