Alexandre Lyrio

Alexandre Lyrio é jornalista formado pela Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (Facom/Ufba).

Começou a carreira estagiando na TV Aratu (BA), em 2000. Lá ficou durante cinco anos, como repórter de Esportes. Sobre esse início ele disse: foi “no segundo ou terceiro semestre (não lembro bem) eu comecei a estagiar na TV Aratu com esportes. Na verdade, foi um estágio mais profissional, pois, comecei já como repórter de esporte e trabalhei por lá, durante cinco anos, nessa de “estagiário”. Sobre a carreira ele falou aos alunos da faculdade de Comunicação da Bahia.

Depois, foi para o jornal Correio da Bahia (BA), onde é repórter do caderno Mais, da parte conhecida como BaSal (Bahia e Salvador).

Além do trabalho do dia a dia como repórter mais matérias especiais, Alexandre escreve no blog Moqueca de Fatos, do Correio 24h.

Venceu, com Jorge Gauthier e Victor Uchoa, o Troféu Dom Helder de Imprensa 2011, promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), pela série de reportagens Além do Hábito, sobre a vida da Irmã Dulce, publicada no Correio. A mesma série também recebeu indicação para o Troféu José Hamilton Ribeiro 2011, na categoria Nacional Impresso (Jornais e Revistas).

Conquistou o Prêmio Tim Lopes de Jornalismo Investigativo 2015 na categoria internet, desta vez com a série de reportagem Tempo Perdido, produzida ao lado dos jornalistas Juan Torres e Edvan Lessa. A série foi publicada no Correio24horas e abordou a vida de adolescentes que se envolvem com a criminalidade.

 

Atualizado em março/2015 – Portal dos Jornalistas

Fontes:

http://teoriasdojornalismoufba.blogspot.com.br/2011_07_03_archive.html

http://www.correio24horas.com.br/blogs/moqueca-de-fatos>

 
 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *