Grupo Folha lança selo Três Estrelas

Com História da imprensa paulista ? Jornalismo e poder de D. Pedro I a Dilma, de Oscar Pilagallo, e A perfeição não existe, coletânea de textos do ex-jogador Tostão, o Grupo Folha chega ao mercado com seu novo selo, o Três Estrelas, que vai se dedicar a jornalismo e ensaios polêmicos. Segundo o diretor Editorial da Folha Otavio Frias Filho, ?o objetivo é oferecer ao público livros de qualidade e ao mesmo tempo de leitura atraente, que abordem temas da atualidade sob um prisma original e esclarecedor?. Alcino Leite Neto, editor do selo, diz que a prioridade ?são os livros jornalísticos que reúnam os métodos investigativos da imprensa e a melhor tradição da escrita literária?. A meta é publicar dois títulos por mês, sempre de não-ficção. Entre os próximos estão uma coletânea de textos de Paulo Francis, um ensaio histórico sobre Zumbi dos Palmares e a história de Marco Archer Cardoso Moreira, brasileiro que está preso na Indonésia condenado à morte por tráfico de drogas. O Grupo Folha também é proprietário de outra editora, a Publifolha.